Stratovarius – Visions (Um Metal por Dia)

Stratovarius – Visions

1997 foi um divisor de águas para o Stratovarius. O grupo finlandês, que aos poucos ia formatando o seu metal melódico, se tornou um expoente do gênero quando “Visions” chegou às lojas

Com o seu line-up consolidado desde a chegada do vocalista Timo Kotipelto, o quinteto liderado pelo guitarrista Timo Tolkki criou aqui uma ambiciosa obra conceitual. Abordando as profecias de Nostradamus, o registro deu consistência à proposta artística da banda, unindo um heavy metal bastante veloz a um grande volume de referências da música clássica.

Gravado em cerca de cinco meses no famoso Finnvox Studios, “Visions” foi considerado pela Rock Hard Magazin um dos 500 discos mais influentes da história da música pesada e o sexto melhor álbum de power metal de todos os tempos pela Metal Hammer britânica. Com um repertório encorpado e canções empolgantes, o disco evidencia uma banda extremamente técnica e criativa, que soube agregar uma boa riqueza de detalhes a um estilo que sempre ficou marcado pelas suas canções retas e homogêneas.

Os hits “The Kiss of Judas“, “Black Diamond” e “Paradise“, ao lado das imponentes “Forever Free” e “Legions” são os melhores momentos do material, todas bem lapidadas e com uma linha instrumental bastante envolvente. Com Tolkki, Kotipelto e o tecladista Jens Johansson assumindo a dianteira entre os destaques individuais, o Stratovarius era uma banda que vivia o seu auge no final dos anos 90, atuando com personalidade e sem medo de arriscar, já que a faixa-título do disco – “Visions (southern Cross)” – chama a atenção pelos seus imponentes dez minutos de duração.




Sobre o autor