26º True Metal Fest com M-19, Atropina e Dismembration

Pics Música e Cultura | 26º True Metal Fest com M-19, Atropina e Dismembration

No domingo, dia 13 de março, acontecerá mais uma edição do True Metal Fest, a segunda edição após um longo período sem ter condições satisfatórias para realizar o evento na capital gaúcha

O Festival está rolando no bar Parapha Baiuca, no coração do bairro mais boêmio da capital, a Cidade Baixa. E nesta edição especial, teremos a banda M-19 de Porto Alegre, a banda Dismembration da região metropolitana e a excelente banda de Teutônia, Atropina. Também haverá banca, expondo o merchandising oficial das bandas e vasto material para os amantes e colecionadores do CD físico.

O True Metal Fest, vem movimentando a cena underground na capital, interior e sul do país a mais de uma década, com shows, festivais e grandes encontros de bandas nacionais e internacionais. 

SOBRE AS BANDAS:

Dismembration: É uma banda de death metal formada em 2018 na cidade de Gravataí RS. Influenciados pelos estilos Tharsh Metal, Doom Metal, Groove Metal e Black Metal. A Dismembration desenvolve um estilo de Death Metal cadenciado, Agressivo e Grudento. A maioria dos assuntos líricos trata-se de tortura, assassinato, pós morte e desdobramento.

Formação Atual: Bodão Arte Nula (guitarras e vocal), Marcos Palma (vocal), Diego Souza (baixo) e Lucas Furkim (bateria)


M-19: Formada em 1989 em Porto Alegre com o objetivo de fazer Thrash Metal intenso e agressivo, tendo como influências principais na sua origem as bandas Destruction, Kreator e Slayer. A primeira demo-tape foi gravada em 1989, chamada “MANIFEST OF INSANITY“, que teve ótima aceitação pelo público. Em 1992, a M-19 participou da coletânea “THRASH, HEAVY AND LOUD“, com a música “ROOTS OF WRATH“. A segunda demo-tape foi gravada em 1994, intitulada “WHEN A PROMISE IS BROKEN“, que obteve excelente repercussão, proporcionando a participação na coletânea “GARIMPO“, produzida pela gravadora Paradoxx, com a faixa “CRYING OUT“, no ano de 1996. Após um hiato de 11 anos, a M-19 retorna aos ensaios no início de 2011, começando o processo de composição de novas músicas. A banda entra no estúdio Hurricane Records no mesmo ano e inicia a gravação de seu full lenght com o produtor Sebastian Carsin. Em setembro de 2013, lançou o seu primeiro CD intitulado “MISSION: DESTROY”, contendo onze músicas, dentre as quais se destacam “SOUTHERN BRAVE” (música que integrou a Coletânea Roadie Metal – Vol 6), “I KILL FOR GOD” e “171“, esta última sendo tema da gravação de um videoclipe, lançado em outubro de 2014, com ótima repercussão entre o público em geral. O álbum recebeu ótimas críticas da crônica especializada, como Roadie Crew n.° 199 , e é muito bem recebido pelos fãs, tanto do Brasil como do exterior. A banda faz vários shows, por várias cidades do Rio Grande do Sul, tendo, ainda, a oportunidade de se apresentar em Minas Gerais e em Santa Catarina no Festival Otacilio Rock Festival. Nos shows de divulgação do álbum “MISSION: DESTROY”, a M-19 dividiu o palco com bandas como Havok, Drowned, Nervochaos, Leviaethan, Aneurose, Sacrário, dentre outras. Em início de 2017 iniciam os trabalhos de gravação do novo CD intitulado “SIC SEMPER TYRANNIS”, com 11 novas músicas, destacando-se “ENDEMIC DISEASE“, “THERE ARE NO MURDERERS IN PARADISE” (tema do novo videoclipe) e “TERROR UNIT“, mais um trabalho primoroso realizado e produzido por Sebastian Carsin, do Estúdio Hurricane, lançado em 2019, com ótimas avaliações da crítica especializada.

Formação Atual: Wilmar Filho (baixo e voz), Éverson Krentz (bateria), Rógenes Morais e Júnior Vives (guitarras)


Atropina: A banda de death metal Atropina iniciou suas atividades em 1996 na cidade de Teutônia (RS/Brasil) e desde os seus primórdios vem executando sons próprios com letras em português, atacando fortemente o cristianismo e outras formas de controle de massas. Em 1998, a banda gravou a demo-tape “Louvar A Tudo por Nada” contendo 3 sons, material que foi lançado em Portugal através de um split com a banda Bestial. Em 2001, a Atropina lançou o cd “Santos de Porcelana” com 9 sons, este foi lançado em Portugal através do selo Hallucination. Com o cd, abriram-se portas para a banda participar de diversos festivais pelo sul do Brasil. Em 2004, os integrantes resolveram dar uma pausa e se dedicar à um novo projeto, Legis Edax, que durou até 2007, quando foi lançado “Hideous Manipulation” somente em formato digital. Cinco anos depois, a Atropina retomou as atividades com três integrantes da sua última formação (Alex, Mateus e Murillo) e com Cleomar (baixo) e Fernando (guitarra) passando a integrar o time. A partir dessa volta, foi composto o álbum “Mallevs Maleficarvm“, gravado com a excelente produção de Ernani Savaris (Soundstorm Studio) e lançado com o apoio de 8 selos do underground nacional. A repercussão do álbum foi bastante positiva e desde então, a banda tem participado de diversos festivais, tocando ao lado de grandes bandas do cenário gaúcho e nacional, como Krisiun, Mystifier, In Torment, Distraught, Rebaelliun, Losna, Exterminate, Harmony Fault, Khrophus e Sodamed, entre tantas outras. Em dezembro de 2016, a banda comemorou 20 anos de existência, e para marcar essa data lançou o álbum “Porões das Luxúrias“, novamente com a produção de Ernani Savaris, e desta vez com as participações especiais de Fabiano Penna da banda Rebaelliun, com a intro Divino Aborto, Fábio Zperandio da Ophiilatry e Gorgoroth com a vinheta Cordas em Sangue, e Leonardo Schneider da DyingBreed dividindo os vocais com Murillo Rocha em Cálice Blasfêmico. Comemorando também os 15 anos do lançamento do álbum “Santos de Porcelana“, a música título do CD foi regravada e conta como bônus track em “Porões das Luxúrias“. A banda passa por uma renovação em sua formação, visto que o baterista Mateus Perotti deixou a banda no final de 2019, e Gian Rossi assume as baquetas.

Formação Atual: Murillo Rocha (Vocal), Alex Alves (Guitarra/backing vocal), Fernando Müller (Guitarra), Cleomar Schmitzhaus (Baixo) e Gian Rossi (Bateria).

SERVIÇO:

O que: 26 º True Metal Fest
Quando: Domingo, 13/03/22
Horário: 16 horas
Local: Parapha Baiuca Rua João Alfredo, 425.
Ingresso: R$25 no local Antecipado ganha um CD
Ingressos Antecipados: 51 98921-3848

Assessoria de Imprensa:
Luciane Leal

Fotos:
Divulgação

PUBLICIDADE