Projeto educativo Musicando para o Futuro capacita professores da rede pública de ensino através da arte dos Beatles

Capa do livro Os Quatro Besourinhos de Piscinópolis, que servirá de base para as aulas
Capa do livro Os Quatro Besourinhos de Piscinópolis, que servirá de base para as aulas

A iniciativa, idealizada pelo conjunto Beatles em Concerto, terá sua primeira edição neste mês, voltada a educadores da cidade de Guaíba

Grupo que aproxima as composições do Quarteto de Liverpool da música clássica, o Beatles em Concerto realiza neste mêsas primeiras oficinas do projeto educativo Musicando para o Futuro. A iniciativa, que une música, literatura, criatividade e educação para capacitar, gratuitamente, educadores da rede pública de ensino do Rio Grande do Sul, terá sua edição de estreia nos dias dias 8, 15, 22 e 29 de abril, na Secretaria Municipal de Educação de Guaíba, exclusiva para professores de escolas da cidade.

Serão quatro encontros, com duração de cinco horas cada, ministrados por Nisiane Franklin, Mestre em Educação Musical pela UFRGS. Para embasar as aulas, o conjunto convidou a escritora Paula Taitelbaum para escrever um livro infantil inspirado na história de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr. O resultado foi a publicação Os Quatro Besourinhos de Piscinópolis, totalmente rimada e com ilustrações de Jonathas Martins, que apresenta a história de quatro crianças – cada uma delas inspirada em um Beatle – empenhadas em criar um concerto para angariar fundos e consertar a cidade em que vivem.

A obra será o ponto de partida para as oficinas temáticas, que contarão com atividades de criação, apreciação e execução musical, trabalhando elementos como pulsação, ritmo, senso melódico, rimas e paródias. O conteúdo programático ainda conta com a criação de paisagens sonoras, sonorização de histórias, criação de trava-línguas e parlendas, além da execução de jogos e brincadeiras cantadas.

PUBLICIDADE

Um dos diferenciais do projeto é a preocupação em capacitar os professores com um trabalho de longo prazo, fornecendo ferramentas, ideias e conteúdos que poderão ser levados posteriormente para as salas de aula, repassando os novos conhecimentos para diversos alunos. Além disso, as oficinas serão inseridas dentro da carga horária de preparação dos professores, sem interferir no tempo de folga e de lazer dos profissionais, e será feita a doação de exemplares do livro, que ficarão à disposição nas bibliotecas de cada uma das escolas participantes.

Para marcar o encerramento do curso, haverá ainda uma apresentação gratuita do Beatles em Concerto, especialmente para os docentes, funcionários e alunos das escolas participantes. O elogiado grupo instrumental, formado pelo flautista Ayres Potthoff, o violonista Daniel Wolff e o violoncelista Rodrigo Alquati, interpretará os principais arranjos criados pelo grupo nas últimas três décadas para as antológicas canções dos Fab Four.

A ideia é que o projeto circule por diversas outras cidades do Estado nos próximos meses. Interessados em levar o curso de formação para a sua cidade podem entrar em contato pelo site beatlesemconcerto.com.br.

PUBLICIDADE

O projeto Beatles em Concerto | Musicando para o Futuro é viabilizado com Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet e tem realização de Beatles em Concerto, Branco Produções, Ministério da Cultura, Governo Federal – União e Reconstrução.

Mais sobre os 30 anos do Beatles em Concerto
As celebrações das três décadas de trabalho do Beatles em Concerto vão muito além do projeto educativo. Para celebrar os 30 anos, também será realizada uma turnê comemorativa pelo Brasil, com início no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, nos dias 30 de abril e 1º de maio, às 20h. O espetáculo, que visita o universo das composições dos Beatles utilizando a linguagem de concerto, contará com participações especiais de Vitor Ramil, que dividirá o palco com o trio, e do grupo português Quorum Dance Company, que estará presente em vídeo, interpretando uma coreografia preparada especialmente para a ocasião.

Nas duas noites, também será possível ver trechos de um documentário inédito assinado pelo cineasta Rene Goya, que acompanhou a viagem do trio à Inglaterra no último mês de dezembro. Ayres, Daniel e Rodrigo gravaram seus arranjos no Abbey Road Studios, em Londres, o estúdio mais famoso do mundo, que, além de ter recebido John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr, também foi o espaço onde foram registrados o disco The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd, e as últimas canções da carreira de Amy Winehouse. Na visita ao país Europeu, o trio ainda teve uma passagem emocionante por Liverpool, berço dos Beatles, e tocou no Cavern Club. O bar, que ficou famoso por ter sido o local de começo da carreira dos Fab Four, topou abrir exclusivamente para que os músicos gaúchos pudessem fazer uma gravação por lá.

PUBLICIDADE

Haverá ainda o lançamento de um segundo livro: a coletânea de contos Blackbird, para adultos e jovens, editado pelo professor Luís Augusto Fischer, com 12 histórias criadas a partir de composições dos Beatles, ilustradas por fotografias inéditas selecionadas através de um concurso realizado em parceria com o Fotoclube Porto-Alegrense, que teve como curadores os fotógrafos Luiz Carlos FelizardoMarco Cavalheiro e Luiz Bhering.

Nos dias das apresentações no Theatro São Pedro, o público poderá conferir uma exposição fotográfica com todas as imagens que ilustram o livro de contos e ainda adquirir os exemplares das duas publicações literárias. Já o álbum gravado em Liverpool será disponibilizado em breve, nas plataformas digitais, e ainda será lançado em formato de CD e LP no segundo semestre deste ano, quando também será disponibilizado, pelo YouTube, o documentário que acompanha a saga do grupo gaúcho pelo país dos Beatles.

Assessoria de Imprensa:
Jéssica Barcellos Comunicação

PUBLICIDADE