Medjay – Sandstorm (Um Metal por Dia)

Medjay – Sandstorm

Na estrada desde 2018, o Medjay soltou no ano passado o seu primeiro trabalho de estúdio. O grupo mineiro, que executa um powermetal cheio de referências do heavy tradicional e do speedmetal, usou a cultura e a mitologia egípcia para construir o repertório sofisticado e diferenciado de “Sandstorm”.

Distribuído pela Voice Music, o registro chama a atenção por conta da sua abordagem agressiva e de todos os elementos da música árabe, numa linha que muito lembra as bandas Myrath e Orphaned Land.

Com personalidade e criatividade, o Medjay criou aqui um conjunto bem consistente de sete composições, que ainda incorporam um pouco do metal progressivo e conseguem fugir dos padrões do gênero. A obra, que tem uma sonoridade orgânica marcada pelas linhas de guitarra à lá N.W.O.B.H.M., acerta ao não reproduzir nenhum clichê e aproveita a versatilidade do vocalista/guitarrista Phil Lima para traçar o seu próprio caminho.

Death in The House of Horus”, “Revenge of Horus”, “Rise of Glory” (coescrita por Rafael Bittencourton, do Angra) e “Sandstorm” são os principais destaques do álbum, que intercala momentos de muito peso com outros mais melódicos, mas sem nunca esquecer daqueles andamentos cavalgados típicos do metal oitentista.

Com composições empolgantes, diretas e muito bem elaboradas, o Medjay fez do seu disco de estreia algo surpreendente, que nem parece o primeiro álbum de um grupo que recém começou a escrever a sua história no cenário underground nacional.




Sobre o autor