Bloodhunter – The End Of Faith (Um Metal por Dia)

Bloodhunter – The End Of Faith

Com pouco mais de uma década de estrada, o Bloodhunter já pode ser considerado um dos expoentes da cena Death Metal da Espanha

A banda, que executa um metal extremo moderno e encorpado, é liderado pela vocalista Diva Satánica (hoje também frontwoman do Nervosa) e soltou em 2017 o seu segundo trabalho de estúdio, intitulado “The End of Faith”.

Com canções enérgicas que mostram toda a potência do quarteto da galícia, o registro foi produzido pelo guitarrista Dani Arcos e foi muito bem-recebido pela imprensa especializada, que considerou o Bloodhunter uma das revelações do estilo. Se é a performance agresssiva e visceral da sua cantora que mais chama a atenção, os riffs cheio de groove e a bateria superveloz do convidado Marcelo Aires que dão volume ao instrumental e a devida violência às nove faixas de “The End of Faith”, que ainda conta com uma releitura de “Crystal Mountain”, do death, e outros dois covers do Arch Enemy (“Bury Me an Angel”) e do Helloween (“I Want Out”) como bônus.

Não é preciso ser fã das três bandas citadas para perceber como o grupo manda bem em canções como “The End of Faith”, “Eyes Wide Open”, “Still Standing Up” e “Spirits of Sin”, todas muito agéis e construídas de forma inteligente, unindo referências old school e elementos contemporâneos.

Com personalidade e bom senso para reproduzir certos clichês, o Bloodhunter merece muito mais do que os seus mil ouvintes mensais no Spotify.

A banda, que vai lançar em breve o seu terceiro álbum, que deverá ter uma repercussão ainda maior que os seus dois antecessores.




Sobre o autor