“HAVERÁ”, show de Ian Ramil e Filipe Catto, dia 6 de novembro no Theatro São Pedro, mira o futuro

Com as almas sensíveis e o olhar lá na frente, os artistas reafirmam: independentemente do que haja, haverá

Filipe Catto e Ian Ramil se juntam para realizar um espetáculo atento ao futuro. Seja ele qual for. Os artistas sobem ao palco do Theatro São Pedro dia 6 de novembro. É lá que, às 18h de um domingo, poderemos assistir a esse encontro.

Haverá se estrutura sobre a laje da obsessão formal do mundo virtual e do calabouço cotidiano de 2022” afirma Ian Ramil. Filipe e Ian tem suas casas despojadas no centro do palco, vestem figurinos minimalistas e são cortados pelas luzes expressionistas de Isabel Ramil e Mariana Terra. Há deslocamento na direção de Alexandre Dill, do celebrado GRUPOJOGO, que completa 15 anos neste 2022. Filipe e Ian dividem o palco e cantam histórias de suas linhas do tempo. Contam com participações surpresas e, no repertório, canções gravadas e inéditas de ambos, além de músicas de outros compositores e compositoras.

Ian Ramil, compositor, cantor, músico, produtor e diretor, tem dois discos lançados. Derivacivilização (2015) ganhou o Grammy Latino 2016 de Melhor Disco de Rock em Língua Portuguesa e rendeu a Ian a indicação de Artista Revelação. No mesmo ano, recebeu também o Prêmio Açorianos, na categoria Melhor Compositor. Com seu primeiro disco, IAN (2014), recebeu o Prêmio APCA como Artista Revelação. Destacando-se em outras áreas da cultura, como as artes cênicas e o cinema, Ian trabalhou profissionalmente como ator e diretor entre 2005 e 2011, atuando em cerca de dez espetáculos teatrais, quatro séries de televisão e dezenas de curtas e longas-metragens. Dirigiu duas peças de teatro. Em 2011 virou o foco para a música e, além do trabalho solo, é produtor artístico de trabalhos de Juliana Cortes, Poty Burch, João Ortácio, Leo Aprato, Saulo Fietz, além de compositor gravado por artistas como Filipe Catto, Apanhador Só, Poty Burch, Juliana Cortes e A Banda Mais Bonita da Cidade. Em 2012 criou, junto de outros compositores, o coletivo Escuta – O Som do Compositor. Nos anos que antecederam a pandemia integrou o show Casa Ramil, espetáculo que criou ao lado de seu pai, tios e primos: Kleiton, Kledir, Vitor, Gutcha, Thiago e João, com quem tocou no Réveillon de 2019/20 para mais de 150 mil pessoas em Porto Alegre. Em 2023 Ian lançará seu terceiro disco, intitulado Tetein.

Filipe Catto é uma cantora, instrumentista, compositora, ilustradora e designer brasileira. Ganhou fama ainda muito jovem, voltado para a MPB, o samba e o tango moderno, mas com o tempo, avançou para outros gêneros, como o jazz, o rock e o bolero. Dividiu o palco com artistas nacionais, como Maria Bethânia, Ney Matogrosso, Vanessa da Matta, Toquinho, Daniela Mercury, Zélia Duncan, Arnaldo Antunes, Nando Reis, Dzi Croquettes, entre tantos outros. Suas canções são conhecidas por constarem em trilhas sonoras de sucesso, como “Saga” (trilha da novela Cordel Encantado), “Quem É Você” (trilha da novela Sangue Bom), “Adoração” (trilha da novela Saramandaia) e “Flor da Idade” (trilha da novela Jóia Rara), muitas delas, composições suas. Os álbuns Fôlego e Tomada, lançados respectivamente em 2011 e 2015 foram seguidos de turnês nacionais e grandes shows. Em 2017, estreou a aclamada turnê “Over” na Casa Natura Musical, em São Paulo, pouco antes de dividir o palco com dezenas de nomes consagrados da música brasileira em eventos como a inauguração da Casa Natura Musical, em São Paulo, entre eles, Maria Bethânia, Vanessa da Matta, Johnny Hooker, Xenia França e Mestrinho; e na homenagem a Vinicius de Moraes, no Espaço das Américas, ao lado de Toquinho e Daniela Mercury. Seu terceiro disco, CATTO também rendeu uma turnê, “O nascimento da Vênus Tour”, que passou por Portugal, Estados Unidos e diversas cidades brasileiras e em renomados festivais como o Porto Musical, em Recife. Durante a pandemia, Felipe se reinventou, apresentando a Love Catto Love, que trouxe uma linguagem sem filtros e cumpriu importante papel. Quando a Love Catto Live ganhou uma versão para os palcos, o baile com o público presente foi avassalador. Enquanto Filipe segue representando todes artistas do universo LGBTQIAP+ pelo mundo, prepara, em paralelo, seu mais novo trabalho que tem previsão de estreia para final do primeiro semestre de 2023.

FICHA TÉCNICA:
Direção: Alexandre Dill
Desenho de luz: Isabel Ramil e Mariana Terra
Produção: Sofia Ferreira e Ian Ramil
Realização: Reina Produção, Ian Ramil, Filipe Catto e Grupojogo

SERVIÇO:
HAVERÁ – Filipe Catto e Ian Ramil
Dia 6 de novembro, domingo, 18h
Theatro São Pedro – Praça Marechal Deodoro, s/n. Centro

Ingressos:
Plateia e cadeira extra R$ 150 / Camarote central R$ 120
Camarote lateral R$ 100 / Galerias R$ 60
Descontos de 50%: idosos, estudantes, PCD, LGBTQIA+, professores, jornalistas, artistas, pessoas negras e indígenas

* ingressos à venda nas bilheterias do Theatro São Pedro e pelo site (clique aqui).

Assessoria de Imprensa:
Bebê Baumgarten Comunicação

Fotos:
Lucas Silvestre e Carine Wallauer


Sobre o autor