Paulinho Parada lança o álbum “Sambas para respirar melhor” no Teatro Renascença, dia 18 de outubro

O disco estará disponível em todas as plataformas de streaming e o show conta com convidados especiais, como Max Garcia, Maicon Paquetá, Nando Pedroso e Gabriela Zanatta

A arte se fez presente em todos os momentos da pandemia da Covid-19. Para alguns artistas foi terapêutica e necessária, já que a grande maioria sofreu com suas profissões em suspenso e o incerto futuro. Para o Paulinho Parada não foi diferente e as composições ganharam aquele tão necessário sopro de vida. Em “Sambas para respirar melhor”, novo disco do compositor, fica clara essa linha que rege a obra do início ao fim. E no meio do processo de composição do novo trabalho nasceu sua filha Ana Júlia e a vida explodiu em toda a intensidade. O resultado poderá ser conferido no show de lançamento do disco, dia 18 de outubro, às 20h, no Teatro Renascença.

Disponível nas plataformas de streaming a partir do dia do lançamento, o álbum celebra a vida. “Não se trata de uma conquista individual. O samba, já dizia Giba-Giba, pode ser considerado o gênero musical mais democrático que existe” afirma Parada. Promovendo coletivamente esse diálogo entre parceiros musicais e intérpretes, figuram no disco o misterioso Guerra Dantas, personagem criado pelo professor Sérgio Guimarães, além das canções ao lado de Márcio Celi, Mauro Moura, Giba Costa, Eduardo Pitta e o paulista Fernando Cavallieri. O álbum se inicia com um prelúdio interpretado por Elias Barboza, passando pelo samba irreverente “Mesa de bar” e “Cantando a vida”, este último ao lado de Everton Silva – cantor de sambas vencedor do programa Ídolos 2011 que já cantou ao lado de Martinho da Vila, arrancando elogios até de Fafá de Belém em vídeo que viralizou na internet.

Cada faixa tem sua história, mas a costura é feita pelas minhas referências, em crônicas divertidas de Adoniran Barbosa, a poesia de Vinícius e Toquinho, o lirismo de Cartola. Mas o mais relevante são os aprendizados ao lado dos músicos da noite de Porto Alegre” reafirma Paulinho Parada, que nos últimos anos debruçou-se sobre a obra de Plauto Cruz e tem em Durque Costa Cigano seu padrinho de composições, relembrando a velha guarda de Porto Alegre. Impossível não lembrar dos tambores de Giba-Giba e da ancestralidade de Zilah Machado ao ouvir a voz de Mauro Moura na canção “O Versador”.

Paulinho Parada encerra o ciclo de seu álbum mostrando que a genealogia do samba, embora democrática, tem dona e dono: aqui no sul do Brasil ela nasceu da cultura afro-gaúcha. “Sambas para respirar melhor” apresenta um conjunto de canções que convidam o público a um mergulho no cenário da música brasileira produzida no Rio Grande do Sul ao longo das últimas décadas.

Doutorando em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com graduação e mestrado pela mesma instituição, Paulinho Parada é músico, professor e pesquisador. Com três álbuns lançados, dedica-se à composição e a pesquisas sobre músicos da noite de Porto Alegre. Reconstituiu a obra do flautista Plauto Cruz. Palestrou em Pequim (China), no Conservatório Central de Música.  É professor de música e estuda sobre pedagogia, etnomusicologia e psicodrama no âmbito da educação, formando alunos, pesquisadores e professores.

FICHA TÉCNICA DO ÁLBUM “SAMBAS PARA RESPIRAR MELHOR”:
Voz e composições: Paulinho Parada
Violão 7 cordas: Alexandre Santos
Cavaquinho: Azevedo Cabelinho
Coro de vozes: Gabi Rosa e Madamme Gaby
Percussionistas: Maicon Paquetá, Ismael Davi e Diego Freitas
Tambores: Nando Pedroso
Bandolim: Elias Barboza
Trombone: Sérgio Castanheiras
Participações especiais: Marcelo Delacroix, Tonho Crocco, Eduardo Pitta, Everton Silva, Fernando Cavallieri, Mauro Moura
Produção e arranjos: Paulinho Parada
Cavaco em O Versador: Mauro Moura
Sax em O Versador: José Neto
Violão solo em O Versador: Lucas de Campos
Violão em Respira: Max Garcia
Percussões em Respira: Tuti Rodrigues
Voz feminina em Respira: Kenia Vizeu
Viola em Respira: Vinícius Reis
Instrumentos gerais em Topei uma empreitada: Eduardo Pitta
Piano em Pra apaziguar e Poeminha bêbado: Luiz Mauro Filho

SERVIÇO
O que: SAMBAS PARA RESPIRAR MELHOR – lançamento do disco de Paulinho Parada
Data: 18 de outubro, terça-feira, 20h
Local: Teatro Renascença, Av. Erico Verissimo, 307 – Porto Alegre, RS
Ingressos: de R$20,00 a R$60,00

Adquira no site Sympla.com: https://www.sympla.com.br

Participações no show de lançamento: Max Garcia (violão), Maicon Paquetá e Nando Pedroso (percussão) e Gabriela Zanatta (cavaquinho)

Link para pré-save do disco: https://tratore.ffm.to/sambas_para_respirar_melhor

Assessoria de Imprensa:
Bebê Baumgarten Comunicação

Foto:
Anderson Vanzan


Sobre o autor