Pedro Longes apresenta o show “Sinestesias” no Foyer Nobre do Theatro São Pedro no dia 08 de setembro

Passeando por diferentes gêneros, cantor e compositor canoense apresenta o repertório do seu quarto álbum, ao lado do pianista André Vicente

Sinestesias”, quarto álbum de estúdio de Pedro Longes, lançado em 2021, compõe o repertório do show que o cantor e compositor canoense apresenta no próximo dia 8 de setembroquinta-feira, às 18h30min, no Foyer Nobre do Theatro São Pedro, dentro da programação do projeto Mistura Fina. Acompanhado do pianista André Vicente, Longes propõe um show intimista, passeando por gêneros como o MPB, a música latino-americana e a erudita. A entrada é franca. Como medida de acessibilidade, é oferecido o serviço de audiodescrição pela OVNI Acessibilidade Universal, que está presente em toda a programação, desde a sua primeira edição.

O show segue a proposta do álbum “Sinestesias”, ao apresentar cinco canções inéditas, além de uma seleção de canções da carreira, em arranjos minimalistas em voz, piano, violão e acordeon. O repertório reúne canções como a milonga Hermosa, originalmente publicada no disco de estreia de Pedro, “Conexión” (2015); Lares Quebrados, uma zamba que trata sobre a passagem do tempo e as difíceis escolhas da vida, também publicada no disco “Conexión”; Nós Hemos de Vir, a primeira faixa inédita de Sinestesias, trazendo, de forma narrativa, questões políticas, sociais e comportamentais latino-americanas, em contraste com um refrão existencial que aponta para um quê de esperança; Samba Erudito, canção que faz um convite irônico ao ouvinte, a um bom exercício da loucura e da transgressão, tal qual cantar um samba erudito. 

Também estão previstas Tema para Natalia, no qual recorda, em espanhol, os encontros com a amiga Natalia Babarovic, artista chilena com quem conviveu durante longo período no Chile; Valsa em Solidão, letra de Longes para a música composta pelo pianista André Vicente, parceiro que se dedica a explorar e fundir principalmente sonoridades regionais e platinas à música erudita, e, por fim Cavalos no Quarto, uma composição em parceria com o músico catarinense Daniel Mueller, a qual fala sobre a importância da criação e da imaginação em tempos difíceis.

O ÁLBUM
Sinestesias” é, fundamentalmente, além de um álbum, disponível nas plataformas digitais, e que apresenta estas diversas sonoridades e temáticas do compositor, um projeto musical em constante transformação. Tanto é que os shows apresentados, antes mesmo do lançamento do álbum, já permitiram certas mudanças nos arranjos, novas ideias e canções que se somam ao repertório, fazendo com que a música seja uma experiência fluída, vívida, dinâmica, mutável, capaz de misturar sentidos, e onde não se sabe bem ao certo onde termina ou começa. 

SOBRE PEDRO LONGES
Pedro Longes é cantor e compositor, com shows realizados no Brasil, Chile, Argentina e Uruguai e três discos publicados: Conexión (2015), Longes Canta Spinetta (2018), Canções de Amor e Solidão (2021). Atua, também, como professor de canto e composição, tendo realizado aulas particulares para alunos de diversas nacionalidades, como Brasil, Chile, Argentina, Venezuela, Paraguai, Colômbia e França.

Estreia como cantor e compositor em 2015, com o álbum Conexión, gravado em Porto Alegre, onde abre um diálogo entre o MPB e a música latino-americana, misturando ritmos, harmonias, referências, regionalismos e poesia, na busca de uma música contemporânea, cujo ponto de partida é o sul do Brasil.

Após o lançamento e divulgação do primeiro disco, viveu quatro anos em Santiago do Chile, onde estudou composição e arranjo com o músico chileno Oscar Torres, além de ter cursado canto popular no Instituto ProJazz Chile, filiado ao Berklee College of Music. Em 2018, lançou o álbum “Longes Canta Spinetta”, celebrando um dos maiores nomes da música argentina e latino-americana: Luis Alberto Spinetta (1950-2012). Acompanhado por uma uma banda formada por músicos chilenos, o álbum traz oito canções de Spinetta na voz de Pedro Longes, em novos arranjos e com letras traduzidas poeticamente ao Português. Em março de 2021, de volta ao Brasil, Longes lançou o álbum “Canções de Amor e Solidão”, com composições inéditas no estilo MPB e música latino-americana, tendo como arranjador e instrumentista o músico porto-alegrense James Liberato. O projeto foi financiado pela Lei Aldir Blanc Canoas e foi indicado em duas categorias ao Prêmio Açorianos de Música 2021.

Em 2022, lançou o single “Sincretismo Abstrato”, ao lado do cantor e compositor Marcos Jobim, realizando um show de lançamento no Café Fon Fon, em Porto Alegre.

SOBRE O PROJETO MISTURA FINA
Depois de passar um período sendo realizado em formato virtual – de abril de 2020 a agosto de 2021 – o projeto Mistura Fina está de volta, agora, de forma presencial, no Foyer do Theatro São Pedro, apresentando a diversidade da produção musical brasileira.  “Resistimos e, graças a Secretaria de Estado da Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura e à Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás), chegamos em 2022 com a quarta edição do projeto, garantindo o encontro entre a arte e o público, motor principal do Mistura Fina”, afirma Letícia Vieira, produtora do projeto.

O projeto, este ano, conta com 30 apresentações, com uma linha curatorial ainda mais diversa, trazendo Arthur de Faria e Nanni Rios à frente da curadoria. Somando, uma forte parceira do projeto, a OVNI Acessibilidade Universal, que presta serviço desde a primeira edição e estará junto, com audiodescrição em todos os dias do evento.

Com produção e realização da Primeira Fila Produções e correalização do Theatro São Pedro, apoio da OVNI Acessibilidade Universal, assessoria de imprensa da Silvia Abreu e patrocínio da Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás), o Mistura Fina exibe a pluralidade da produção musical que se destaca no cenário local e estadual do País. Iniciado em 2018, o projeto abrigou grandes expressões da música, em shows temperados com arte e alta performance artística que se exibiram no Foyer Nobre do Theatro São Pedro. 

Na presente edição do Mistura Fina, já se apresentaram Alma Lusitana e Jairo Klein (30/06), Andrea Cavalheiro e Michel Dorfman (07/07), Bebeto Alves (14/07), Dessa Ferreira (21/07), Gelson Oliveira (28/07), Dudu Sperb (04/08), Duo Vozes de Dandara (11/08), Nelson Coelho de Castro (18), Bel Medula (25/08) e Glau Barros (01/09). A próxima atração é Loma Pereira (15/09). 

SERVIÇO
PEDRO LONGES, dentro da programação do projeto MISTURA FINA
Dia 08 de setembro de 2022, quinta-feira, a partir das 18h30min 
Foyer Nobre do Theatro São Pedro (Praça da Matriz, s/n°), Porto Alegre-RS
Gênero: Livre | Classificação etária: Livre
Entrada franca

Assessoria de Imprensa:
Silvia Abreu

Foto:
Luis Ferreirah


Sobre o autor