Teresinhas, do Grupo Meme, integra a VI Mostra de Artes Cênicas e Música do Teatro Glênio Peres

Está de volta o lindo espetáculo do Grupo Meme, Teresinhas, desta vez no edital do Teatro Glênio Peres. Sucesso nos palcos por onde passa, trata-se de uma montagem emocionante que conta a história de uma mulher ao longo de toda uma vida

Em cena, bailarinas de idades e corpos diversos interpretam a personagem principal, oferecendo ao espectador uma reflexão sobre a mulher e suas escolhas. Através do testemunho de sua mãe, Terezinha Jardim Machado, o diretor e coreógrafo Paulo Guimarães leva ao palco as diferentes faces de uma mesma mulher. Vivenciando a filha, a mãe, a companheira e a amiga, a protagonista se mostra como quem abre um antigo baú, despindo-se aos poucos para o espectador. Teresinhas, montagem do Grupo Meme, integra a VI Mostra de Artes Cênicas e Música do Teatro Glênio Peres, seguindo, assim, sua trajetória de sucesso. Emocionante, o espetáculo trilha, desde sua estreia em 2008, um caminho bonito, repleto de reconhecimento e premiações.

A montagem inspirada no texto de Vinícius de Moraes vem se apresentando com sucesso nos palcos brasileiros. Participou do edições do Palco Giratório e esteve em turnês brasileiras de Norte a Sul. Parte da trilha sonora é executada ao vivo por Tiago Rinaldi. A cenografia é de Rudinei Morales e a iluminação de Fabrício Simões. No elenco estão Fernanda Stein, Gabriela Rutkoski da Rosa, Nury Salazar, Lisiane Heemann, Margareth Leyser e Vanessa de Ivanoff, Chana Manica e Ângela Coelho.

O bailarino e coreógrafo Paulo Guimarães, à frente do MEME Estação Cultural desde 2004, integrou grandes companhias brasileiras como a Quasar Cia de Dança, de Goiânia, e a Raça Cia de Dança de São Paulo. Em Porto Alegre atuou nas companhias de dança Transforma, Muovere e Anette Lubisco, além de participar como bailarino convidado do espetáculo Caixa de Ilusões, de Eva Schul com Ânima Cia de Dança. Paulo Guimarães possui formação em ballet clássico, jazz, contemporâneo, moderno, dança afro e dança-teatro, tendo como principais mestres Berenice Fuhro Souto, Susana D’Ávila, Tony Abbott, Henrique Rodovalho, Ivonice Sati, Denise Namura e Ancelmo Zolla. Participou de vários festivais nacionais e internacionais de dança, como o Biennale de la Danse de Lyon, na França, Festival de Dança de Joinville, dentre outros.  Entre 2002 e 2003, lecionou na Universidade Federal de Goiás, nos cursos de Teatro e Musicoterapia, experiência que consolidou sua carreira docente e o motivou à criação de um centro de aulas e pesquisas cênicas.

TERESINHAS – VI Mostra de Artes Cênicas e Música do Teatro Glênio Peres
02 e 03 de setembro, 19h
Teatro Glênio Peres – Loureiro da Silva, 255
Tempo de duração: 1h
Classificação: 12 anos

Entrada franca

A retirada de convites deve ser feita a partir da terça-feira anterior ao espetáculo, ou seja, no dia 30/08. Cada pessoa pode retirar no máximo 2 convites e deve apresentar o seu CPF no setor Memorial da Câmara dos Vereadores. Nos dias das apresentações, serão priorizadas as pessoas com convites e distribuída uma senha para quem não tem.

Assessoria de Imprensa:
Bebê Baumgarten Comunicação

Fotos:
Cassio JP Silva


Sobre o autor