Alexandre Alliatti lança Tinta Branca: romance que se passa no interior do RS

Alexandre Alliatti, jornalista criado no Rio Grande do Sul e radicado em São Paulo, acaba de lançar o seu primeiro romance: “Tinta Branca”, pela editora Patuá. O livro se propõe a jogar luz em questões como apagamento, racismo e imigração

A história se desenrola em uma pequena cidade do interior gaúcho, onde um jovem imigrante, acusado de roubo, é torturado na praça central – enquanto outro homem, recém-chegado de Porto Alegre, conta com a ajuda de um professor local para entender suas origens.

O livro está à venda (R$ 45) no site da Editora Patuá: https://www.editorapatua.com.br/tinta-branca-de-alexandre-alliatti/p

SINOPSE
Em um domingo de festa, moradores torturam um jovem imigrante na praça central de uma pequena cidade do interior gaúcho. O professor de História de uma escola local se vê diretamente envolvido no episódio enquanto ajuda um homem recém-chegado a entender suas origens. O cruzamento de dois episódios, no passado e no presente, levará o narrador a repensar sua relação com a comunidade, a família e o amor – e a entender que a verdade, mesmo aquela mais íntima, também pode ser forjada por esquecimentos, por memórias apagadas.

BIOGRAFIA
Alexandre Alliatti nasceu em Curitiba-PR, em 1982, e foi criado em Canoas-RS. É formado em Jornalismo pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), onde também cursou Letras. Morou no Rio de Janeiro e atualmente vive em São Paulo. Trabalha como jornalista. É pós-graduado pelo Instituto Vera Cruz no curso de Formação de Escritores. “Tinta Branca” é seu primeiro livro publicado.

TEXTO DE ORELHA, POR JULIANA LEITE, AUTORA DE “ENTRE AS MÃOS” E “HUMANOS EXEMPLARES”
Essa é uma história contada com maestria, com ritmo que ora mergulha na investigação, ora emerge passeando como um flaneur por uma cidade do interior do RS. Existe o sabor de vida doméstica, algo imposto por Alexandre Alliatti na construção de um pano de fundo propositalmente acolhedor para as histórias de violência e apagamento que se passam em primeiro plano, infiltradas sem disfarce na vida comum.

Tinta Branca expõe aquilo que a escritora e artista Grada Kilomba diz: que o racismo é um problema do branco, uma invenção do branco, aqui revelado em forma de literatura, nas personagens boas e más que desafiam o leitor a medir com o próprio dedo a dificuldade entre essas fronteiras.

O leitor tem um livro a um só tempo doce e amargo, sobre amizades, famílias, amor, sobre cidades em que a realidade não precisa coincidir com a verdade. Um livro que oferece um percurso por seres humanos encantadores e desastrosos, afáveis e violentos, misturando as tintas para que persista uma pergunta que pertence ao leitor, afinal: onde estará a verdadeira paz para homens e mulheres comuns?

CONTATO COM O AUTOR
(11) 97120-6401
[email protected]

CONTATO COM A EDITORA PATUÁ
(11) 96548-0190
[email protected]

Assessoria de Imprensa:
Raphaela Donaduce – Dona Flor Comunicação

Creditos:
Gustavo Maciel


Sobre o autor