“Botando Lenha na Fogueira Errada” é o novo álbum do Pianocoquetel

Resultado de composições feitas durante o isolamento e do processo de revisitar antigas canções – que adquiriram novo sentido durante o período de pandemia -, “Botando Lenha na Fogueira Errada” já está disponível nas principais plataformas de streaming

Trazendo nove composições inéditas, o álbum segue a batida dos singles “Espacate Espacial” e “O depois”, trazendo como principal característica a narrativa, que transita entre o cômico e o melancólico, peculiar de Brandão – compositor e líder do projeto. Na busca por uma quebra dos paradigmas construídos ao longo dos seus mais de 8 anos de produção musical, o novo trabalho mostra tons reais e orgânicos, inspirados na sonoridade setentista, com menos reverbs e mais imperfeições.

Muito da minha trajetória (pessoal) aconteceu à luz do faça-você-mesmo, e esse espírito esteve presente de forma constante durante o primeiro trabalho e me fez criar conexões maravilhosas desde as minhas primeiras interações com a criação musical, culminando no desenvolvimento do Pianocoquetel, que é hoje a forma como eu busco trazer outras pessoas para ouvir e criar comigo”, afirma o artista.

Felipe Brandão tem em sua trajetória a formação de dois selos musicais e participação de três bandas, além de, em 2019, lançar o Pianocoquetel com o disco “Eu Vou Deixar a Roleta Girando“. Para o novo trabalho, o artista reforçou o time, trazendo Leonardo Reis (Estúdio Transcendental) para a mixagem, o amigo Bernard Simon para a masterização, o artista Felipe Veeck para capa do disco e singles, e Leonardo Ramos (o mesmo da foto do EP de 2019) pras imagens de divulgação, além da Vôo Conteúdo na produção executiva dos lançamentos.

Sobre o disco, Brandão afirma: “o ‘Botando lenha na fogueira errada’ fala de tudo o que estava sendo relevante pra mim na época. Fala de preocupação com o fim do mundo, de alterações na disposição dos móveis domésticos e do efeito disso na gente, de amor às esquisitices das relações entre as pessoas e, por fim e principalmente, da perda do medo de sonhar – não por alienação, pela fantasia ou pelo mundo da lua – mas justamente por estarmos com os dois pés cravados no chão, contra ou a favor da nossa vontade”. 



FICHA TÉCNICA:
Produzido por: Felipe Brandão 
Mixado por: Leonardo Reis 
Masterizado por: Bernard Simon
Produção Executiva de Lançamento por: Vôo Conteúdo

Informações para a imprensa:
Vôo Conteúdo Musical Ressonante

Foto:
Leonardo Ramos


Sobre o autor