Chaoseum – Second Life (Um Metal por Dia)

Chaoseum – Second Life

Na ‪estrada desde 2018‬, o Chaoseum é um dos nomes mais promissores do Metalcore atual

O grupo suíço, formado por Ck Smile (vocal), Valery Veings (guitarra), Loic Duruz (guitarra e baixo) e Greg Turini (bateria), soltou no ano passado o seu segundo trabalho de estúdio, chamado “Second Life”.

Lançado de forma independente, o registro chama a atenção por causa da sua pegada moderna, em que o newmetal, o death melódico e o groovemetal também ganham um pouco de espaço. A banda, que conta com três ex-integrantes do grupo de metal sinfônico Elferya, criou aqui um repertório bastante enérgico e melódico, em que os riffs sujos, os andamentos acelerados, as passagens arrastadas e introspectivas, os detalhes eletrônicos e a performance versátil de Smile conduzem todo o material.

Com muita personalidade, o Chaoseum acertou ao dar um toque bem diversificado às 11 faixas do álbum. Intercalando agressividade e melancolia, a banda apostou todas as suas fichas em canções diretas, de apelo radiofônico e que grudam imediatamente na hora do refrão. “Hell Has No Way Out”, “Second Life”, “Into My Split”, “Burn My Eyes”, “Sex in Hell” e “Frozen”, todas vibrantes, dinâmicas e acessíveis, são os melhores momentos do disco, que cresce mais um pouco com todos os elementos visuais adotados pela banda, dos videoclipes aos shows.

Prejudicado pela pandemia, o Chaoseum não conseguiu realizar a turnê de “Second Life” conforme planejado, ao lado do Fleshgod Apocalypse pela Europa. As apresentações ganharão os palcos a partir do mês de outubro e podem servir com um trampolim, ampliando os 50 mil ouvintes mensais que o grupo tem no Spotify atualmente.




Sobre o autor