Espetáculo Adolescer celebra 20 anos com estreia de nova temporada neste fim de semana no Teatro CIEE

Montagem que já realizou mais de 2 mil apresentações, ultrapassando 3,5 milhões de espectadores, volta aos palcos para celebrar duas décadas em cartaz

Espetáculo que faz sucesso entre pais, jovens, professores e alunos, o Adolescer completa 20 anos em cartaznestefim de semana. Para celebrar o aniversário, a montagem, que já realizou mais de 2 mil apresentações em 44 cidades do país, reunindo 3,5 milhões de pessoas em suas plateias, estreia uma nova temporada, trazendo um roteiro atualizado, com dez atores em cena interpretando 120 personagens diferentes.

A turnê inicia em Porto Alegre com sessões nos dias 28 e 29 de maiosábado, às 20h, e domingo, às 18h, no Teatro CIEE. Depois, segue para diversas cidades do Rio Grande do Sul, além de realizar novas apresentações na capital gaúcha ao longo do ano. Os ingressos estão à venda na plataforma Blueticket com preços entre R$ 30 e R$ 80.

Abordando temas frequentes da vida dos jovens, como a busca pela identidade, relacionamentos com a família e amigos, além de assuntos como solidão, sexualidade, conflitos, bullying, medos, autoestima, ansiedade e preconceito, o espetáculo apresenta um verdadeiro mergulho no universo dos adolescentes, com um clima intenso, divertido e cheio de emoção.

PUBLICIDADE

Como tudo começou
A ideia de criar o espetáculo surgiu em 1992 durante as aulas de teatro que a atriz, professora e pedagoga Vanja Ca Michel ministrava para alunos de 11 a 16 anos. A montagem foi finalizada dez anos depois, em 2002, recebendo texto e direção de Vanja, e logo estreou com sucesso nos palcos de Porto Alegre. Desde então, é atualizada anualmente, acompanhando as novas tendências e dúvidas do mundo adolescente, a partir de pesquisas e entrevistas feitas pela roteirista com grupos de pais, avós, jovens, professores, psiquiatras, psicanalistas, neurologistas e profissionais de diversas outras áreas. O texto da montagem já foi alterado 49 vezes para se manter sempre atual, acompanhando as gírias, assuntos e temas mais recorrentes.

O público jovem é carente de produções teatrais direcionadas a eles, e o Adolescer preenche esta lacuna. É preciso reconhecer que o adolescente ainda não está pronto e precisa ser acolhido e orientado. O papel social do espetáculo é a prevenção da saúde mental e a proteção contra o abandono dos jovens. ‘Adolescer’ significa ‘crescer’, ‘amadurecer’, e é essa jornada que acompanhamos no palco”, explica Vanja.

Espetáculo acompanha a história dos jovens gaúchos
Com temporadas praticamente ininterruptas nos teatros e nas escolas do Rio Grande do Sul nos últimos 20 anos, o Adolescer fez um retrato dos jovens gaúchos, acompanhando o passar da história em suas apresentações. Com as atualizações anuais de textos, a peça mostrou a evolução da tecnologia, registrando desde o surgimento da internet discada, com chats de MIRC, ICQ e MSN, até a chegada do Whatsapp, passando ainda por diversas redes sociais, do Orkut ao TikTok. Hoje, apresenta os jovens cada vez mais cercados de aparelhos eletrônicos, como smartphones, videogames, computadores e tablets.

PUBLICIDADE

Nos figurinos, mostrou a evolução da moda das últimas gerações, da calça jeans de cintura baixa com top e barriga de fora no início dos anos 2000, até as calças skinny, as roupas neon, os jeans rasgados e os looks com tecidos brilhantes e metálicos. Neste ano, os atores sobem ao palco vestidos com a nova tendência de moda alternativa, que mistura o visual rock com otaku, anime, emo e punk.

A montagem ainda mapeou as principais tribos e estilos, entendendo o comportamento de punks, góticos, roqueiros, patricinhas, mauricinhos e outros. Hoje, os que eram emos agora são pais e estão vivendo uma nostalgia com os filhos adolescentes, que são e-girl, e-boy. “Encontramos todas essas gerações na nossa plateia. Quem assistiu Adolescer no início dos anos 2000 agora traz seus filhos e sobrinhos adolescentes para ver a peça de teatro que marcou sua juventude”, conta a diretora.

O elenco
Nessas últimas duas décadas, a peça abriu espaço para diversos artistas, revelando alguns nomes do teatro gaúcho, como Cris PereiraEmílio Farias, Lucas KrugRafael PimentaDébora SpadottoCarla El Drayson Menezes. Na nova temporada, estão em cena dez atores, alguns com anos de experiência nos palcos do Adolescer, como Ane TroianGuilherme FragaGustavo Toledo e Joana Troian, e outros que farão suas primeiras apresentações com o espetáculo neste ano: Arthur SeidelCadu DuarteGiovanna CancioLucas BrinckmannVitoria Bonatto e Vic Souza.

PUBLICIDADE

Adolescer está nos livros didáticos de diversas escolas do Brasil
Não é só em cima do palco que o espetáculo tem se destacado. Desde 2020, Adolescer está nos livros didáticos da coleção Teláris Artes da editora Ática. Há dois anos, a publicação é distribuída para a rede de ensino público e particular do 6º ano, em diversas escolas do Brasil. Na publicação, a peça é destaque no capítulo de arte e identidade, trazendo detalhes sobre as artes cênicas e a criação do espetáculo.

Números do Adolescer
20 anos em cartaz
Mais de 3,5 milhões de espectadores
Mais de 2 mil apresentações em teatros e escolas
Espetáculo já esteve em 44 cidades do Brasil
110 artistas já passaram pelo elenco
Já foram feitas 49 atualizações no texto da peça
Atualmente são dez atores em cena interpretando 120 personagens diferentes
Durante a apresentação, são feitas mais de cem trocas de adereços e figurinos

SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO PRESENCIAL – TEATRO 
Adolescer 20 Anos
Estreia dias 28 e 29 de maio
Sábado, às 20h, e domingo, às 18h
Teatro CIEE (Rua Dom Pedro II, 861 – São João, Porto Alegre/RS)

PUBLICIDADE

Duração: 1h40min
Classificação etária: 10 anos

Ingressos
Mezanino: R$ 30 (meia-entrada) | R$ 40 (solidário*) | R$ 60 (inteiro)
Camarote: R$ 30 (meia-entrada) | R$ 40 (solidário*) | R$ 60 (inteiro)
Plateia alta: R$ 40 (meia-entrada) | R$ 60 (solidário*) | R$ 80 (inteiro)
Plateia baixa: R$ 40 (meia-entrada) | R$ 60 (solidário*) | R$ 80 (inteiro)

*O ingresso solidário é válido para qualquer pessoa, mediante a doação de 1kg de alimento não perecível na entrada do Teatro CIEE, no dia da apresentação. 

PUBLICIDADE

Vendas: https://site.blueticket.com.br

FICHA TÉCNICA
Texto e direção: Vanja Ca Michel
No texto, pequenos complementos de: José Outeiral, Rubem Alves e Moacyr Scliar
Coreógrafo: Thiago Fernandes 
Elenco: Ane Troian, Arthur Seidel, Cadu Duarte, Giovanna Cancio, Guilherme Fraga, Gustavo Toledo, Joana Troian, Lucas Brinckmann, Vitoria Bonatto e Vic Souza
Arranjos vocais e produção musical da música Como nossos pais: Ricardo Severo com vocal solo de Rubens Caribé
Preparação vocal: Pedro Spohr
Desenho de luz: Moa Junior
Trilha sonora pesquisada: Vanja Ca Michel
Operação de som: Alexandre Ricardo
Produção: Vanja Ca Michel e Moa Junior
Realização: Cia Déjà Vu

Assessoria de Imprensa:
Jéssica Barcellos Comunicação

PUBLICIDADE

Foto:
Moa Jr.

PUBLICIDADE