Ozzy Osbourne – Ordinary Man (Um Metal por Dia)

Ozzy Osbourne – Ordinary Man

Ozzy Osbourne, depois passar por três cirurgias, cancelar turnês e praticamente decretar a sua aposentadoria em 2019, deu a volta por cima e pegou todo mundo de surpresa com “Ordinary Man“.

O 12º trabalho de estúdio do vocalista, eleito um dos melhores discos do ano passado, nem parece que foi concebido por um senhor de 72 anos, que tem a saúde bastante fragilizada após décadas de excessos.

Produzido por Andrew Watt e Louis Bell, conhecidos por atuarem ao lado das maiores estrelas da música pop, como Miley Cyrus e Taylor Swift, o registro chegou às plataformas de streaming depois de um período em que carreira solo de Ozzy Ousbourne foi colocada de lado, para que o cantor se dedicasse aos últimos shows do Black Sabbath.

Com uma sonoridade bem contemporânea, incorporando elementos do heavy metal tradicional e do hard rock com maestria, “Ordinary Man” chegou à terceira posição dos charts dos Estados Unidos e da Inglaterra, com um desempenho comercialmente excepcional.

Para gravar as 11 faixas do disco, Ozzy se juntou a Watt (guitarra), Duff McKagan (baixo) e Chad Smith (bateria), ousando bastante ao trazer as participações especiais de Post Malone, Elton John, Slash, Tom Morello e Travis Scott, entre outros mais.

O auxílio desse supertime deu uma boa amplitude ao repertório do álbum. Dinâmico e com um apelo radiofônico significativo, “Ordinary Man” acerta ao ficar na sua zona de conforto, compilando canções diretas, com melodias pegajosas e refrãos que colam de imediato.

Straight To Hell“, “All My Life“, “Ordninary Man“, “Under The Graveyard” e “It’s A Raid” são os melhores momentos do registro, todas executadas de forma impecável.

Ozzy se sai super bem ao microfone e comprova que, ao lado dos músicos e dos produtores certos, ainda tem muito o que contribuir ao universo da música pesada.

Ordinary Man“, apesar da sua ótima repercussão mundo afora, não foi lançado fisicamente no Brasil. Uma lástima para os fãs e para os colecionadores do Madman.





Sobre o autor