Whitesnake – Ready An’ Willing (Um Metal por Dia)

Whitesnake – Ready An’ Willing

Criado após a conturbada saída de David Coverdale do Deep Purple, o Whitesnake precisou de pouquíssimo tempo para se firmar entre os principais nomes do hard rock mundial.

Se os dois primeiros discos da banda alcançaram boas posições nos charts da Inglaterra, foi com “Ready An’ Willing“, de 1980, que o grupo também passou a ter fama e prestígio fora do seu país natal, sobretudo nos Estados Unidos.

Acompanhado por um time talentosíssimo de instrumentistas, como os guitarristas Micky Moody e Bernie Mardsen, mais o baixista Neil Murray e os seus ex-companheiros de Deep Purple Ian Paice e Jon Lord, David Coverdale queria que o Whitesnake soasse como uma versão simplificada da sua antiga banda, agregando muitas referências do blues e propondo um repertório mais direto e menos virtuoso.

Produzido pelo mestre Martin Birch, “Ready An’ Willing” nem parece que é o sucessor imediato de “Lovehunter“, de 1979. Bem mais pesado e diversificado, o registro não fica preso somente às suas composições mais enérgicas, mas mostra como o grupo sempre foi muito bom na hora de criar baladas românticas, como “Blindman“.

Fool For You Loving“, “Sweet Talker“, “Ready An’ Willing“, “Carry Your Load” e “Ain’t Gonna Cry No More” são alguns dos melhores momentos do álbum, que parece ser exatamente aquilo que David Coverdale queria para o Deep Purple no final dos anos 70, numa clara tentativa de invadir às rádios e atingir as massas.

As boas melodias e os refrãos grudentos são uma constante do repertório, de cerca de 40 minutos. A turnê de “Ready An’ Willing” fez tanto sucesso que, durante uma apresentação no famoso Hammersmith Odeon, em Londres, o Whitesnake gravou o seu primeiro álbum ao vivo, “Live… In The Heart Of The City“.

Mais tarde, com as suas várias mudanças de line-up, a banda iria gradativamente perder as suas características bluesísticas, para quase adentrar o heavy metal em “Slide It In“, de 1984.

Mas isso é assunto para um próximo post, né?!





Sobre o autor