Marduk – Viktoria (Um Metal por Dia)

Marduk – Viktoria

Distante das polêmicas e das experimentações sonoras, o Marduk é uma das bandas mais estáveis do cenário black metal.

O grupo sueco, que lançou o seu primeiro disco em 1992, conseguiu se diferenciar dos demais ao aproximar o metal extremo antirreligioso à temática histórica das duas grandes guerras mundiais.

Gravado ao longo de seis meses e lançado em 2018 pela Century Media Records, “Viktoria” é o mais recente trabalho de estúdio da banda, 14º da sua discografia.

Agressivo e ríspido, o álbum é exatamente como qualquer registro de black metal deve ser: potente, rápido e nervoso, como um soco na cara ou um tiro de canhão.

Liderado pelo vocalista Mortuus e pelo guitarrista Evil, o Marduk criou uma obra muito raivosa, de cerca de 30 minutos de duração, que emenda uma composição à outra, sem nenhuma pausa para respirar.

Sem prezar pelas melodias ou pela diversidade rítmica, “Viktoria” deixa transparecer um instrumental bastante técnico, uma ótima e desesperadora performance de Mortuus e um conjunto de refrãos de grande força e impacto.

Muito bem colocado nos principais charts da Europa, principalmente em países como Finlândia, Áustria e Suécia (top 30 nos três), “Viktoria” é um registro sincero, que cumpre exatamente aquilo que promete.

Entre as faixas, os destaques ficam por conta de “Werwolf“, “June 44“, “Equestrian Bloodlust“, “Narva” e a própria faixa-título.





Sobre o autor