Nei Lisboa lança o EP PANDORA já está disponível em todas as plataformas digitais

Nei Lisboa está lançando o EP ‘Pandora’ com cinco músicas inéditas

Seu último disco, “Telas, tramas & trapaças do novo mundo“, de 2015, ao vivo, trouxe três novas canções. Dois anos antes Nei havia lançado o álbum de inéditas, “A vida inteira“.

As cinco faixas trazem em comum, como pano de fundo, um olhar mordaz sobre o Brasil pós-golpe e todo o retrocesso que nos abateu desde então, cuja responsabilidade tem nome, cnpj, patente, concessão de canal. Não vejo como deixar barato essa piranhagem. Isso foi um achaque e pirataria digna do colonialismo mais safado, a um país que estava trilhando auspicioso caminho – por isso mesmo se tornando perigoso aos olhos do império. Mas escrevo canções, não ensaios. Então, embora levando um papo reto, as letras carregam pedaços de sonho, metáforas, humores e – últimas da caixa – esperanças que se possam ainda sobrepor a um tempo dos mais obscuros.” comenta Nei Lisboa.

PUBLICIDADE

Começamos o trabalho do disco ainda em agosto e à distância, enviando guias para os músicos quarentenados em suas casas. Boa parte dele foi gravado assim, as baterias na casa do Ricardo, alguns baixos na casa do Samy.

À medida que a pandemia foi perdendo força, passamos a usar também o estúdio do Celito Borges. Gravamos piano no foyer do Theatro São Pedro. O Paulinho enviou guitarras de Florianópolis, onde estava.

Então foi uma mistura, uma experiência nova e bem interessante. Tratar de arranjos pelo zoom, ou mesmo de uma máscara para outra, é sempre uma limitação. Mas também é muito agradável gravar em casa, sem a pressão do estúdio. E tínhamos uma boa partida: a banda já conhecia muito do repertório, a partir de um show que estreamos no final de 2019. Então o processo foi tranquilo e coletivo, cada um emprestando seu melhor.

PUBLICIDADE

Assino a produção, seja lá o que esse termo místico signifique, mas devo muito a eles e ao Alexandre Scherer na construção da sonoridade e mixagem do disco.” completa Nei Lisboa sobre o processo de criação em plena pandemia.



Nei Lisboa – Pandora
Coordenação de estúdio: Celito Borges
Captação, mixagem e masterização: Alexandre Scherer
Gravado em Porto Alegre/RS e Florianópolis nos meses de agosto a outubro de 2021.
Projeto gráfico: Cintia Belloc
Todas as letras e músicas de Nei Lisboa. Copyright direto ao autor (UBC).
Distribuição digital CD Baby.

Músicos:
Ricardo Arenhaldt – bateria
Samy Cassali – baixo
Luiz Mauro Filho – piano e teclado
Paulinho Supekovia – guitarra
Participações especiais de Giovanni Berti (percussão), Bernardo Zubaran (harmônica), Alexandre Scherer e Lú Schiavo (vocais)

PUBLICIDADE

Assessoria de Imprensa:
Kátia Suman

Fotos:
André Feltes e Cintia Belloc

PUBLICIDADE