Virgin Steele – The House Of Atreus – Act I & II (Um Metal por Dia)

Virgin Steele – The House Of Atreus – Act I & II

O Virgin Steele, apesar dos seus 40 anos de carreira, não conseguiu lançar uma sequência de discos verdadeiramente acima da média, capaz de tirar a banda do Underground norte-americano e transformá-la em um dos expoentes do Heavy Metal.

A inconstância criativa e as reformulações internas, que não foram poucas, inviabilizaram que David Defeis & Cia. alçassem voos maiores, mesmo com algumas boas ideias fora do papel.

Em meio a influências do Metal tradicional e do Hard Rock, o grupo foi buscar no Power Metal um caminho para dar vazão à sua proposta musical, que recria batalhas da idade média e histórias da grécia antiga.

The House Of Atreus – Act I & II“, que chegou às lojas dividido em dois cd’s (sendo um deles duplo), na virada de 1999 para 2000, é disparado o melhor momento do grupo em estúdio.

A obra, conceitual e épica, faz um recorte do potencial que o Virgin Steele sempre teve e que foi pouco aproveitado nos seus outros álbuns. Pesado, melódico e cheio de elementos orquestrais, “The House Of Atreus” foi composto inteiramente por David Defeis, com algumas contribuições do guitarrista Ed Pursino, e é bastante consistente, mesmo que às vezes demore para engrenar com tantos interlúdios (alguns até desnecessários) entre as faixas principais.

Kingdom Of The Fearless” e “Through The Ring Of Fire” são composições de muito impacto, com refrãos fortes e que pegam de imediato. David Defeis é um vocalista incrível, que consegue chamar para si todas as atenções.

A sua ótima performance ainda pode ser comprovada nas músicas “Great Sword Of Flame“, “Wings Of Vengeance“, “A Token Of My Hatred” e na longa “Resurrection Day“, que encerra a obra.

O repertório de “The House Of Atreus” (principalmente aquilo que está no “Act I“) é o que grupo deveria ter repetido nos álbuns seguintes para se transformar numa banda grande.





Sobre o autor