Deadly Fate – Shine Again (Um Metal por Dia)

Deadly Fate – Shine Again

O Deadly Fate, do Rio Grande do Norte, é um dos nomes pioneiros do Heavy Metal no Brasil.

A banda, que iniciou a sua trajetória há mais de 30 anos, curiosamente só tem dois discos completos lançados até o momento, mas ambos de muita representatividade. em meio a uma porção de shows realizados pelo nordeste, a estreia definitiva do grupo ocorreu em 2000, quando “Shine Again” chegou às lojas, compilando seis faixas gravadas na demo homônima, de 1997, e outras cinco composições antigas, todas retiradas do k7 “Outside Of Your World“, de 1994.

Distribuído em todo país pela Megahard Records, chegando até mesmo a circular pelo exterior, o debut do Deadly Fate não é o retrato de uma banda iniciante, mas o registro de um grupo já experiente, maduro e consciente da sua capacidade técnica e criativa.

Absorvendo influências do Heavy tradicional e do Power Metal, sobretudo de bandas como Grave Digger e Blind Guardian, o quinteto potiguar conseguiu criar um álbum consistente e que atira para vários lados, mas sempre de forma bastante coesa.

Excalibur“, “Rich In Spirit” e “Mortal Fado” são faixas que investem no peso e nos coros orquestrados, enquanto que “Shine Again“, “Heavy Metal Moonlight” e “Power Of God” vão por uma outra abordagem e apostam em um viés mais melódico e progressivo.

Com destaques aparentemente tão díspares, “Shine Again” é um disco incrivelmente bem produzido, considerando que foi concebido em um Home Studio, e que mostra uma banda com muita presença e desenvoltura.





Sobre o autor