Annihilator – Ballistic, Sadistic (Um Metal por Dia)

Annihilator – Ballistic, Sadistic

O Annihilator é, com toda a certeza, uma das bandas mais legais que surgiram na américa da norte, lá no início dos anos 90.

Com uma proposta musical bastante encorpada, em que o Thrash ganha influências do Speed e daquilo que mais tarde seria conhecido como Groove Metal, o grupo escreveu o seu nome na história da música pesada com discos que extravasam técnica e linhas instrumentais extremamente inspiradas, do guitarrista (e que depois seria efetivado também como vocalista) Jeff Waters.

Se os dois primeiros trabalhos de estúdio da banda são os principais destaques da sua discografia, o Annihilator propôs uma volta às raízes com “Ballistic, Sadistic“, que chegou às plataformas de streaming no primeiro semestre de 2020.

Com melodias diretas e riffs gordurosos, assim como uma leve aproximação com o Crossover, o 17º registro dos canadenses é um refresco em meio a tantos grupos que, atualmente, tentam agregar demasiadamente elementos modernos ao som pesado.

Ballistic, Sadistic” até pode ser simples, mas é impressionante como Waters & Cia. atingiram o mesmo nível de um “Alice In Hell” aqui, com canções envolventes e cheias de pegada, como “Armed To The Teeth“, “The Attitude“, “I Am Warfare” e “One Wrong Move“, que entram fácil em qualquer playlist.

A expressão “menos é mais” faz todo o sentido aqui.




Sobre o autor