20210609626069
Instalação Carolina, que esteve no Instituto Tomie Ohtake em 2006, é um dos destaques da mostra em Porto Alegre
Crédito da foto: Equipe Nuno Ramos

Instituto Ling inaugura na próxima terça-feira, dia 15 de junho, a exposição Dito e Feito – Aos Vivos, Porto Alegre, do artista paulista Nuno Ramos

Com curadoria de Tiago Mesquita, a mostra reúne uma performance inédita homônima, pensada especialmente para o centro cultural de Porto Alegre, e outras 11 obras: a instalação em áudio Carolina, que já esteve no Instituto Tomie Ohtake em 2006, o filme Iluminai os Terreiros e outros nove registros de performances apresentadas durante a carreira do pintor, desenhista, escultor, escritor, cineasta, cenógrafo e compositor.

A performance inédita Dito e Feito – Aos Vivos, Porto Alegre poderá ser conferida ao vivosomente na próxima semana, com transmissão gratuita pelo canal do YouTube do Instituto Ling na terça-feiradas 19h às 21h, e de quarta a sexta-feira, das 17h às 22h. A obra faz parte da série de performances Aos Vivos, que o artista iniciou em 2018, trabalhando com a palavra, o tempo presente e todas as suas contradições.

O conjunto de trabalhos reunia, até agora, o mesmo procedimento, com atrizes e atores escutando ao vivo, com um fone de ouvido, determinada programação da televisão e repetindo, em outra situação cênica, o que escutaram. Na performance realizada na capital gaúcha, as atrizes Patsy CecatoNelly CoelhoMargarida Peixoto e o ator João Lucas reproduzirão não mais as falas protocolares e editadas da televisão, mas o que uma equipe nas ruas de Porto Alegre, formada pelos artistas Lucas Sampaio e Betina Camara, captura.

A primeira improvisação com os atores será feita a partir da palestra de abertura da exposição Dito e Feito – Aos Vivos, Porto Alegre que será transmitida simultaneamente no dia 15 de junho, às 19h. O bate-papo terá participação do artista Nuno Ramos, do curador Tiago Mesquita, do diretor artístico do Porto Alegre em Cena Fernando Zugno e da coordenadora da programação cultural do Instituto Ling Laura Cogo. O público poderá optar por acompanhar o painel ou a improvisação ao vivo, ou ver um pouco de cada, no YouTube.

Após as exibições ao vivo, o registro da performance inédita ainda poderá ser assistido na galeria do Instituto Ling, onde as demais obras também podem ser vistas. A mostra fica em cartaz até o dia 18 de setembro, com horários sem mediação de segunda a quinta-feira, das 14h às 19h, e com mediação nas sextas-feiras, às 16h30 e 18h30, e nos sábados, às 15h16h30 e 18h30. Para garantir a segurança de todos durante a pandemia, a visitação está sendo feita somente com agendamentos pelo site www.institutoling.org.br, permitindo o acesso de grupos de até cinco pessoas por vez.

A exposição é uma realização do Instituto Ling e do Ministério do Turismo / Governo Federal, com patrocínio de Crown Embalagens Fitesa.

Sobre o artista
Nuno Ramos nasceu em 1960, em São Paulo, onde vive e trabalha. Formado em filosofia pela USP, é pintor, desenhista, escultor, escritor, cineasta, cenógrafo e compositor. Começou a pintar em 1984, quando passou a fazer parte do grupo de artistas do ateliê Casa 7. Desde então tem exposto regularmente no Brasil e no exterior. Participou da Bienal de Veneza de 1995, onde foi o artista representante do pavilhão brasileiro, e das Bienais Internacionais de São Paulo de 1985, 1989, 1994 e 2010. Dentre as exposições individuais que fez, destacam-se, em 2010, as produzidas na Gallery 32, em Londres, Inglaterra; no Galpão Fortes Vilaça, em São Paulo, Brasil; e no MAM — Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.

Como escritor, publicou O mau vidraceiro (2010), Ó (2008), Ensaio geral (2007), O pão do corvo (2001) e Cujo (1993). Como cineasta, roteirizou e codirigiu com Clima, em 2002, os curtas-metragens Luz negra e Duas horas. Em 2004, roteirizou e dirigiu o curta Alvorada. Roteirizou e codirigiu com Clima e Gustavo Moura o curta Casco, também em 2004, e Iluminai os terreiros, em 2006. Recebeu em 2009, o Prêmio Portugal Telecom (hoje Prêmio Oceanos) de Literatura por Ó. Em 2006, ganhou o Grant Award da Bernett and Annalee Newman Foundation; o 2º Prêmio Bravo! Prime de Cultura, Artes Plásticas — Exposição; e o Prêmio Mário Pedrosa — ABCA — Associação Brasileira de Críticos de Arte. Em 2000, venceu o concurso El Olimpo — Parque de La memoria, para a construção, em Buenos Aires, de monumento em memória aos desaparecidos durante a ditadura militar argentina. Em 1987, recebeu a 1ª Bolsa Émile Eddé de Artes Plásticas do MAC/USP. E, em 1986, o Painting Prize da 6th New Delhi Triennial, Nova Délhi, Índia.

Sobre o curador
Tiago Mesquita é crítico de arte, curador e professor de história da arte. Doutor em filosofia pela Universidade de São Paulo, ele atua como crítico desde a década de 90 e já publicou em periódicos como Revista Fevereiro, Folha de São Paulo, Frieze (Londres), Novos Estudos Cebrap, O Público (Lisboa) e Quatro Cinco Um e nas revistas Novos Estudos, Soma e Reportagem. Como curador, organizou exposições de artistas como David Drew Zingg e José Bezerra. Publicou, entre outros, os livros Rodrigo Andrade: Resistência da matériaPaulo Monteiro: O interior da distância e Imagem útil, imagem inútil.

SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO PRESENCIAL E ONLINE – ARTE
Exposição Dito e Feito – Aos Vivos, Porto Alegre
Artista: Nuno Ramos
Curadoria: Thiago Mesquita

PALESTRA ONLINE DE INAUGURAÇÃO
Dia 15 de junho, terça-feira, das 19h às 21h
Com participação do artista Nuno Ramos, o curador Tiago Mesquita, o diretor artístico do Porto Alegre em Cena Fernando Zugno e a coordenadora da programação cultural do Instituto Ling Laura Cogo falando sobre a exposição Dito e Feito – Aos Vivos, Porto Alegre

PERFORMANCES INÉDITAS ONLINE
Dia 15 de junho, das 19h às 21h, e de 16 a 18 de junho, das 17h às 22h
Com transmissão gratuita, ao vivo pelo canal do YouTube do Instituto Ling (www.youtube.com/c/InstitutoLingCultural)

VISITAÇÃO PRESENCIAL
Período de visitação: de 15 de junho a 18 de setembro de 2021
Local: Galeria do Instituto Ling (Rua João Caetano, 440 – Três Figueiras – Porto Alegre/RS)

Horários sem mediação: de segunda a quinta-feira, às 14h, 15h, 16h, 17h, 18h ou 19h
Horários com mediação: sextas-feiras, às 16h30 ou 18h30, e sábados, às 15h, 16h30 e 18h30
Gratuito, mediante agendamento prévio pelo site www.institutoling.org.br
As visitas têm duração de 60 minutos. Os encontros com mediação são guiados pela equipe do programa educativo do centro cultural e podem incluir também uma visita às obras do acervo permanente de arte contemporânea do Instituto Ling

Informações úteis
institutoling.org.br
www.facebook.com/InstitutoLing
www.instagram.com/Instituto.Ling
twitter.com/@InstitutoLing
www.youtube.com/c/InstitutoLingCultural
Fone: 51 3533-5700
Email: [email protected]

Medidas de segurança e regras de visitação
– Uso obrigatório e correto de máscara (cobrindo boca e nariz durante todo o tempo da visita);
– Limitação do número de visitantes (se nossa capacidade reduzida já estiver completa quando você chegar ao Instituto Ling, aguarde no lado de fora a sua vez de entrar);
– Restrição de entrada a grupos com mais de 5 pessoas;
– Medição obrigatória da temperatura corporal (pessoas com a temperatura acima de 37,8°C deverão realizar duas novas medições. Caso a temperatura elevada se confirme, o acesso ao Centro Cultural não será permitido e a pessoa será orientada a buscar auxílio médico);
– Tapetes bactericidas nos acessos para limpeza dos calçados;
– Respeito à distância física de 2 metros (se estiver acompanhado, respeite a distância em relação aos demais visitantes);
– Guarda-volumes fechado (para segurança de todos, evite trazer mochilas ou malas);
– Higienização das mãos com álcool desinfetante (temos dispensers de álcool desinfetante instalados ao longo do prédio);
– Substituição de materiais impressos e folders da nossa programação e das exposições por QR codes (use seu celular para acessar);
– Sinalização informativa sobre regras de acesso e visitação (por favor, cumpra nossas orientações e solicitações);
– Dê preferência ao uso de escadas, deixando o elevador para visitantes preferenciais (cadeirantes, mobilidade reduzida, maiores de 65 anos e gestantes). Você vai perceber que, agora, um lado da escada sobe e outro desce. Por favor, siga a sinalização indicada para manter a distância indicada e evitar aglomerações;
– Reforço das equipes de limpeza para sanitização frequente nos espaços de circulação e em áreas de uso comum (banheiros, elevador, torneiras e corrimões).

Loja: A Pra Presente está em funcionamento com agendamento de visita e também com atendimento virtual. Para mais informações, contate Elisa Craidy no WhatsApp 51 3061.5186.

Locações: Estão disponíveis para eventos corporativos com até 45 pessoas, seguindo os protocolos estaduais e municipais. Os agendamentos podem ser feitos pelo e-mail [email protected].

Estacionamento: o Instituto Ling possui estacionamento com 40 vagas.

Bicicletários: há bicicletários gratuitos em dois pontos: um localizado dentro do estacionamento e outro na parte externa do prédio, com 32 vagas.

Transporte coletivo: o transporte coletivo de Porto Alegre conecta o centro cultural a diversas regiões da cidade de Porto Alegre. As linhas de ônibus mais próximas são: T2, T2A, T11, T11A, T12, T12A, T13, 344.2, 432, 671 e a lotação João Abbot.

Acessibilidade: o prédio do Instituto Ling foi projetado para propiciar comodidade e autonomia aos portadores de deficiência, além de oferecer excelente conforto térmico e acústico. O Instituto Ling possui o Selo de Acessibilidade da Prefeitura de Porto Alegre, conforme o Decreto nº 15.752 de 5 de dezembro de 2007, que atesta o atendimento da instituição às pessoas com diferentes características antropométricas e sensoriais, de forma autônoma, segura e confortável. O centro cultural oferece também a possibilidade de contratação de um intérprete de Libras, além do acesso à audiodescrição do acervo de artes visuais, dos espaços do prédio e paisagismo. Todo material de audiodescrição se encontra disponível em tablets fornecidos pelo Instituto Ling.

Ação educativa: o Instituto Ling conta com uma equipe de monitoria dedicada a realizar ações educativas para escolas. As ações acontecem através de visitas guiadas e oficinas especialmente desenvolvidas a partir dos temas relacionados ao acervo e à exposição em cartaz. Também é possível realizar visitas técnicas, com foco no projeto arquitetônico e paisagístico do centro cultural. Para agendar uma visita, escreva para o e-mail [email protected] ou ligue para (51) 3533-5700. Às instituições públicas ou filantrópicas, o centro cultural também oferece transporte gratuito, de acordo com a disponibilidade de agenda.

Informações para a imprensa:
Jéssica Barcellos Comunicação

0

Sobre o autor