Afro-acorianidade, mulher quilombola, tradição quicumbi e cavalhadas são temas de falas que ressaltam traços identitários da formação cultural do RS

Quatro palestras virtuais encerram, na próxima quinta-feira, dia 10 de junho, a programação do projeto “Arte Encontro da Cultura Afro-Açoriana“. As transmissões ocorrem pela página do Ponto de Cultura Coração de Tambor no Facebook. A iniciativa é da Associação Rota Afro-Açoriana por meio do Ponto de Cultura Coração de Tambor, em parceria com Pandorga Produtora Cultural, e financiada com recursos da Lei nº 14.017/2020 (Lei Aldir Blanc).

O pesquisador Ivo Ladislau, figura de destaque da arte popular, tanto no RS como nos Açores, apresenta o conceito de afro-açorianidade no contexto da Península, região localizada no Litoral Médio do Rio Grande do Sul, entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico, da qual fazem parte as cidades de Mostardas e Tavares. Ivo Ladislau é um dos letristas mais premiados dos festivais no Rio Grande do Sul. Junto com Carlos Catuípe, projetou a música litorânea, com destaque ao maçambique.

Em seu depoimento, a agente cultural Sandra Lopes da Silva, fala sobre a atuação da mulher quilombola e sua contribuição à sociedade. Comenta, ainda sua participação no auto do ensaio do pagamento de promessa quicumbi e aborda o ofício das capelonas e suas rezas.

Evidencia-se, também, o depoimento do quicumbi Madir Chaves da Silva, o Rei do Congo dos Teixeiras (família tradicional do Litoral Norte). Este personagem histórico detalha o ensaio de pagamento de promessa na tradição quicumbi.

Por fim, a última palestra é proferida por Jorge Paulo Martins Silveira, comandante dos corredores da Cavalhada, de Tavares. Ele aborda a teatralidade deste grande evento folclórico, de tradição europeia, cuja encenação retrata a batalha entre mouros e cristãos.

O projeto “Arte Encontro da Cultura Afro-Açoriana” é uma mostra audiovisual que coloca em evidência as manifestações artístico-culturais de origem afro-açoriana, características da Península, localizada no Litoral Médio do Rio Grande do Sul, entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico, região da qual fazem parte as cidades de Mostardas e Tavares. Estas manifestações culturais são: o Ensaio de Pagamento de Promessa Quicumbi, de raiz africana; os Ternos Juninos de Santos Padroeiros (incluindo o de Sant’Ana, que ocorre no mês de julho) e de Reis; a Festa do Divino Espírito Santo e as Corridas de Cavalhadas, estes de origem luso-açoriana. Estas quatro manifestações encontram-se documentadas e disponibilizadas no website da Rota Açoriana (www.rotaacoriana.com.br).

Coração de Tambor é um Ponto de Cultura localizado em Tavares que tem como intenção manter viva a riquíssima cultura Quicumbi, manifestação única no RS e que há mais de 260 anos vem mantendo acesos seus ensaios de pagamentos de promessas. Também tem seu foco na valorização da cultura afro-açoriana praticada na Península.

Mais atrações

Vale ressaltar que além de palestras e depoimentos de personalidades culturais representativas da Península e do Litoral Norte do RS, a mostra virtual “Arte Encontro da Cultura Afro-Açoriana” apresenta uma variada da programação artística, reunindo nomes nascidos naquela Região ou que se projetaram difundindo a cultura afro-açoriana. São eles: Marco Araujo & Banda, Marcello Caminha & Grupo, Zé Neto Souza, Gilberto Oliveira Trio, Santos de Casa, Ivan Therra & Grupo Folclórico Boizinho da Praia e Loma & Grupo Chão de Areia. As produções audiovisuais encontram-se disponibilizadas no website da Rota Açoriana.


SERVIÇO:

Dia 10 de junho de 2020, quinta-feira

Links de acesso às palestras:

Cavalhadas – Jose Paulo Martins Silveira (com Libras)
https://www.youtube.com/watch?v=YHZCAb4SAyw

Ensaio de Pagamento de Promessa Quicumbi – Madir Chaves da Silva (com Libras)
https://youtu.be/TbqccntEV-Y

A mulher no Quilombo – Sandra Lopes Silva (com Libras)
https://youtu.be/81XDH3CUqZw

Afro-Açorianidade – Ivo Ladislau
https://youtu.be/LCVvymZZsJA

Informações para a imprensa:
Silvia Abreu

Fotos:
Felipe Janicsek

0

Sobre o autor