Ilse Lampert Convida Seus Parceiros De Música E Boemia – Mestra Alexsandra Amaral e Dimi Aguiar

Este é um projeto de quarentena, que acontece todas as segundas feiras, sendo este dia 22 de fevereiro, ás 20 horas, a estreia de um novo formato, com um link disponivel no chat, para participação do espectador ao vivo na live, onde a cantora e compositora gaúcha, que está completando 3 décadas de carreira e muitas histórias para contar, poderá rever amigos, colegas e público, além de poder amenizar um pouco a saudade dos palcos e a falta de trabalho.

Ao longo destes 30 anos de estrada,  Ilse Lampert dividiu o palco com muitos artistas, fez grandes parcerias e amizades.

Algumas delas estão na lista de convidados das lives e chegou a semana da musicista e mestra de bateria Alexsandra Amaral, que acompanha Ilse nos palcos a mais de 10 anos, como sua percussionista e também do seu amigo, cantor e agitador cultural Dimi Aguiar.

Já participaram Gelson Oliveira, Claudio Baraldo e Valeria Barcellos nas edições anteriores e para as próximas, estão agendados os músicos: Rosa Franco, Lu Barros, Patricia Mello, a dançarina Ana Aziza e outros. Ao final da pandemia, a idéia é passar para o palco de um teatro, um espetáculo comemorativo aos 30 anos, com participações especiais dos mesmos. O músico Anderson Ventura, violonista, compositor, arranjador com mais de 15 anos de experiência ao lado de sua mãe Ilse Lampert,  irá acompanha-la em todas as edições,  no seu home studio. As transmissões serão via facebook, pela página da Obatalá Produções e o acesso é gratuito, com cachê solidário, com objetivo de ajudar a cantora na sua fonte de renda emergencial, que é a de quituteira. Durante a live, o chat estará aberto para publico fazer pedidos de música e doces ou salgados e se quiser entrar na sala ao vivo.Todas as edições terão sorteios para os espectadores. 

Sobre a cantora 
Neste ano pandêmico, a cantora chega a marca de 30 anos de carreira! Ilse Lampert é uma cantora e compositora gaúcha, dona de uma voz forte e vibrante que Iniciou sua carreira em 1991, interpretando clássicos da MPB, Jazz, Bossa Nova, Pop, Rock e Samba. Alguns anos depois fez sucesso em Montevidéu no Uruguai, que exibiu durante seis meses três clássicos da MPB regravados em versão acústica: Madalena de Ivan Lins, Minha história de Chico Buarque, e Pode Vir Quente de Erasmo Carlos, alcançando assim reconhecimento naquele País. Participou do III Festival Canta Rio Grande em 1996, realizado no auditório da Assembleia Legislativa,  produzido pelo SESI, Ilse Lampert defendeu a música “Raça húmus”, do compositor Josué Krugui, levando o prêmio de música mais popular. Foi integrante da Comissão Julgadora do Festival Nacional de Música dos Correios. Participou de vários projetos sociais, fez diversas apresentações em centros comunitários de Porto Alegre, organizados pela FESC. Fez show no Fórum Social Mundial, realizado no Anfiteatro Pôr do Sol, criou e produziu o projeto “Reforma da Casa”, realizado no Teatro do SESC em Porto Alegre, onde toda a renda foi revertida para reestruturar a instituição Retiro dos Artistas, o espetáculo contou com a participação de vários artistas renomados como: Serginho Moah (Papas da Língua), Gelson Oliveira, Paulo Dionísio (Produto Nacional), Jean Melgar, Patricia Mello, Rosa Franco e Nanci Araújo. No ano 2009 participa do XVII Festival de Música de Porto Alegre, organizado e produzido pela Prefeitura Municipal, no Teatro de Câmara Túlio Piva, defendeu a música “Eu”, de autoria de Jean Melgar. Fez show na Parada do Orgulho Gay ,  participou do show VaLente, de Valéria Barcellos no Teatro Renascença, em Porto Alegre no ano de 2020. Paralelamente, sempre cantou em bares, pubs e cafés, além de formaturas, eventos particulares e ou  abertos, em parques, praças e prefeituras. 

Sobre a convidada  Alexsandra Amaral
Mestra de bateria a mais de 20 anos, atuando em várias escolas,  graduada pela faculdade de música do IPA  desde 2008, é professora de música da APAE Porto Alegre, trabalha com musicalização e percussão na Vila Planetário na ONG Misturai. Foi a primeira mulher a representar o estado em Cambrige, Inglaterra no ano de 2012.  Se apresenta com Ilse Lampert e outros músicos, em bares, pubs, teatros e auditórios “Uma Pioneira Mestra De Bateria No Brasil. Quem conhece o trabalho da percussionista Alexsandra Amaral não se surpreende por ela ter chegado aonde chegou. Ela tem a energia transformadora de quem tem um talento sem igual – seus amigos dizem que ela fica diferente quando toca.Soma-se isso a muito estudo e dedicação e evidentemente muita paixão pelo samba e pela música. Mas muitas pessoas sequer imaginam as barreiras que ela teve que derrubar para pode ser a primeira mulher a mestrar uma bateria de  escola de samba no Brasil” Julia Provenzi do Jornal da UFRGS


Sobre o convidado  Dimi Aguiar 
Dimitre Aguiar é advogado, designer de interiores, empresário da noite porto alegrense, cabeleireiro e tem alma de artista. Comandou o videokê do Venezianos Pub, no início dos anos 2000 e de lá não parou mais de cantar, chegou aos palcos da capital entre outros. Durante a quarentena, criou as Lives do Videokê, as mais divertidas e comoventes ( já que prima pelo repertório das canções do coração, sejam os apaixonados ou os amargurados).  Dimi é uma injeção de animo e o carismático animador da turma, seja da sala de casa, do bar, do palco ou da tela do computador, tv, celular.


Serviço: 
Ilse Lampert Convida Seus Parceiros De Música E Boêmia –  Mestra Alexsandra Amaral e Dimi Aguiar
Data e hora: 22/02/21 –  20 horas
Transmissão: https://www.facebook.com/obatalaproducoes
Evento Gratutito Contribuição Espontânea (PicPay: @ilselampert https://cutt.ly/mtEaBAl )
Ilse Lampert: https://linktr.ee/ilselampert
Anderson Ventura:  https://linktr.ee/andersonventura


Sobre o autor