Gravado durante a pandemia de forma remota, com cada integrante em sua casa, a música e o clipe de Nosso Ylè trazem a alegoria da poética urbana carnavalesca presente no grupo. O lançamento será em uma data emblemática pra quem, como a Turucutá, homenageia o samba diariamente, por meio de suas memórias, seus integrantes, admiradores e alunos: dia 02 de dezembro, Dia Nacional do Samba. O vídeo tem direção de arte de Ananda Aliardi e roteiro dela e de Vini Silva.

O significado de Ylè, que na língua dos povos Yorùbá da Costa Ocidental Africana que contribuíram para a formação da cultura brasileira a partir da diáspora, significa casa, lar. Aqui ele se amplia e faz alusão à tradição do carnaval presente em todos nós.

É o reconhecimento do lugar da escola de samba como exemplo de quilombo urbano que pulsa tensões e paixões a todo o momento, para, ao fim, desfilar pela avenida a luta, a história e a alegria de uma comunidade”, afirma Vini Silva.

As quadras de ensaio são legítimos lugares de encontro dessa arte. São lar de grandes artistas, poetas, dançarinos, compositores e a Turu, em seu primeiro lançamento fonográfico, avança um passo em direção ao futuro sem esquecer homens e mulheres que vieram antes e fizeram da sua história motivo de celebração, amor e resistência”, complementa.

A letra da canção revela a alma de uma pessoa comum e sua relação com a própria casa. Mas, simbolicamente, remete a um lugar de poder e vida, cultivado por memórias e afetos. Em Nosso Ylè está presente a ideia de que a música brasileira se mantém viva pelo asfalto quente dos grandes conglomerados urbanos, mas sem perder de vista a estética carnavalesca, com o olhar sempre atento e irreverente de eternos foliões.

A Turucutá Batucada Coletiva Independente é um coletivo nascido na rua que tem como fio condutor o amor ao carnaval. O interesse pela pesquisa das possibilidades rítmicas que a percussão brasileira propõe foi o primeiro impulso para a criação musical do grupo. Surdos, caixas, repiniques, tamborins, chocalhos e agogôs dão o ritmo e formam sua matéria prima musical, mas a paixão pelo carnaval misturou outras referências estéticas e musicais ao longo dos anos, fazendo os sons do Brasil fervilharem nesse caldeirão cheio de tempero e sabor que a banda propõe.

O Centro Cultural Afro-Sul Odomode e as escolas de samba Acadêmicos da Orgia e Imperadores do Samba deram guarida ao nascimento e desenvolvimento do grupo, que foi crescendo pelas ruas e achando uma maneira bem particular e emotiva de se comunicar com o público.

Neste ano de 2020, ano da COVID 19 e do isolamento social que está atingindo toda a população mundial, a Turu completa 12 anos de trajetória e, para celebrar, reuniu – ainda que de forma remota – seus integrantes.

O resultado poderá ser conferido em Nosso Ylè, que traz a força da percussão e a delicadeza de linhas de sopro combinadas com vocais melódicos carregados com a herança musical afro-gaúcha.

NOSSO YLÈ – Turucutá Batucada Coletiva Independente

Lançamento do clipe dia 02 de dezembro no YouTube da Turucuta

Ficha técnica clipe
Direção: Ananda Aliardi
Roteiro: Ananda Aliardi e Vini Silva
Direção de arte: Ananda Aliardi
Assistência: Camila Falcão
Edição: Ananda Aliardi
Produção executiva: Ian Angeli
Elenco: Alexandre Kunsler, Amadeu Medina, Ananda Aliardi, Artur Klassmann, Camila Falcão, Cassiano Padilha, Deco Bayan, Ian Angeli, Júlia Fontoura, Lívia Haeser, Luciana Bastos, Maurício Dorneles, Martin Weiler, Rodrigo Fontoura, Sant Anna, Tales Melati, Vini Silva
Participações especiais: Amora Lusa Angeli, Caio da Fontoura Souto, Joaquim Germany Falcão, Mari Falcão, Rafa München, Roberta Lusa, Vinícius Titto
Filmagem: Débora Spader, Laís Coelho, Letícia Matos, Mari Falcão, Matheus Vieira, Roberta Lusa, Simone Vasconcellos

Ficha técnica single
Surdos: Ananda Aliardi e Ian Angeli
Caixa: Maurício Dorneles
Repiniques: Amadeu Medina
Agogô: Luciana Bastos
Xequerê/Ganzá: Lívia Haeser
Conga e efeitos: Vini Silva
Cavaco/ Violão: Rodrigo Fontoura
Trombone: Martin Weiler
Sax / flauta: Tales Melati
Trompete: Sant Anna
Sintetizador e efeitos: João Pedro Cé
Vozes: Camila Falcão e Deco Bayan
Produção Musical: Rodrigo Fontoura e Vini Silva
Mixagem: Rodrigo Fontoura e Vini Silva
Masterização: João Pedro Cé
Arte da capa: Ananda Aliardi
Fotos: Ananda Aliardi

Assessoria de Imprensa:
Bebê Baumgarten Comunicação

0