O livro 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho é uma obra que vai apresentar, através de resenhas, os discos que serão eleitos por meio de um corpo de jurados formado por notórias personalidades da música, arte e cultura do Rio Grande do Sul, entre as quais músicos, jornalistas e produtores do Estado e também do Brasil.

Serão, ao todo, 100 jurados, os quais elegerão os álbuns mais representativos feitos no RS em todos os tempos. Um processo, portanto, totalmente democrático.

Também haverá uma escolha do público (a qual será realizada no grupo dos 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho no Facebook), que poderá eleger um disco entre os seus prediletos. O álbum eleito ganhará o selo indicativo “Escolha do Público”.

Para definir os 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho, será colocada em votação a produção discográfica produzida no Rio Grande do Sul desde os anos 1950 (quando se tem o registro daquele que é tido como o primeiro rock gravado no RS: a música “Stupid Cupid”, com o Conjunto Melódico Norberto Bauldauf, presente em Rock On Big Hits!, LP lançado, em 1959, pela gravadora Odeon) até os dias de hoje. Contudo, ainda que a nomenclatura “rock” intitule o livro, outros gêneros musicais – do pop ao soul, do metal ao punk, do funk ao samba rock, do eletrônico ao reggae, do instrumental ao experimental, etc – não ficarão de fora.
Tudo dependerá apenas da escolhas feitas pelos jurados.

Editorialmente, cada título presente no livro 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho ocupará duas páginas. Vai trazer, fora a resenha, boxes contendo curiosidades envolvendo as gravações e outras informações, com um design ricamente ilustrado apresentando, entre outros materiais gráficos, imagens das artes originais das capas, contracapas e encartes. As páginas trarão um layout com informações sobre o nome da gravadora ou selo pelo qual o disco foi lançado, títulos das músicas e suas respectivas autorias, além de ícones identificando o tipo de lançamento (fita cassete, LP, CD, streaming).

Uma das cenas mais ricas, criativas e prolíficas do Brasil, a música jovem feita no Rio Grande do Sul, em suas mais diversas vertentes em seus 60 anos de existência – do pop ao rock –, é mais do que merecedora de um livro como este. O objetivo é que 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho seja apenas o primeiro volume de uma obra cuja intenção, sobretudo, será valorizar a memória musical de nosso Estado.

100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho é um ‘livro de mesa’, um ‘livro de arte’ indispensável para colecionadores e apreciadores da música, especialmente do rock brasileiro produzido no Rio Grande do Sul.

O Livro por Dentro
Com um acabamento luxuoso, incluindo capa dura e uma sobre-capa especial, 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho trará, em 264 páginas coloridas em papel couché, 5 capítulos:

100 Grandes Álbuns
Capítulo principal, com 200 páginas (2 para cada álbum) apresentando uma compilação de 100 discos essenciais na discografia da música jovem do Rio Grande do Sul, eleitos por um corpo de jurados e votação do público.

Reportagem Especial
Matéria assinada pelo jornalista e escritor Cristiano Bastos sobre a evolução da fonografia do pop e do rock no Rio Grande do Sul, com aprofundado texto em 36 páginas (contendo vários depoimentos), ricamente ilustradas com fotos e imagens.

Compactos/EPs
Capítulo especial com 4 páginas destinadas aos mais importantes compactos e EPs lançados na história fonográfica da música pop e rock do Rio Grande do Sul, com resenhas e imagens das capas.

Coletâneas
Capítulo destinado às coletâneas mais importantes lançadas no Rio Grande do Sul em todos os tempos, com resenha e imagem das capas em 4 páginas.

Bootlegs
Capítulo de 4 páginas destinado as mais célebres bootlegs do rock gaúcho (registros raros, ao vivo e gravações pirata), com resenha e imagem das capas.

Prévias
Confira três prévias do livro 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúchos, com discos meramente ilustrativos, mas que, temos certeza, são fundamentais.

A Escolha dos Álbuns
Ao corpo de jurados que escolhera os 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho será disponibilizada uma listagem contendo sugestões de centenas de discos de bandas e artistas gaúchos, de todos os tempos e gêneros, a fim de auxiliá-los em suas escolhas. Os jurados também poderão sugerir títulos que por ventura não estejam na lista a qual será fornecida pelos autores do livro.

O Júri
Os nomes dos jurados serão conhecidos antecipadamente, em divulgação a ser feita no grupo 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho no Facebook e em veículos de comunicação.

Os respectivos nomes também constarão no livro.

Os discos votados por cada um dos jurados serão disponibilizados, para conhecimento do público, no grupo 100 Grandes Discos do Rock Gaúcho no Facebook.

Lançamento
O livro 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho será lançado entre os meses de setembro e outubro de 2021, após a finalização da campanha de financiamento coletivo, que encerrará no dia 31 de julho de 2021.

Formato do Livro
O livro 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho terá um formato de ‘livro de arte’ ou ‘livro de mesa’, nas dimensões de um disco de vinil (30x30cm), e um acabamento deluxe: capa dura, sobre-capa especial e miolo impresso em papel cuchê, colorido.

Serão 264 páginas divididas nos 5 capítulos citados, além das páginas destinadas aos apoiadores, agradecimentos e nomes dos participantes do Financiamento Coletivo.

Sobre os Autores do Projeto:

Cristiano Bastos
Jornalista e escritor. Um dos autores do clássico Gauleses Irredutíveis – Causos e Atitudes do Rock Gaúcho e das biografias Júpiter Maçã: A Efervescente Vida & Obra, Julio Reny – Histórias de Amor & Morte (Açorianos de Melhor Livro 2015 categoria “Especial”) e Nelson Gonçalves – O Rei da Boemia. Em 2020, publicou o livro de jornalismo Nova Carne Para Moer: Seleção de Grandes Reportagens, Textos Sobre Cultura Pop, Entrevistas, Perfis e Artigos. Possui longa experiência na imprensa musical, como repórter especial da revista Rolling Stone Brasil e ainda como colaborador da Bizz e em jornais como O Estado de S. Paulo, Jornal de Brasília, Zero Hora, entre outros. Também dirigiu e produziu o documentário longa-metragem Nas Paredes da Pedra Encantada, sobre o (raro e caro) álbum Paêbirú – Caminho da Montanha do Sol, de Lula Côrtes e Zé Ramalho.

Rafael Conny
Músico, produtor e artista gráfico, Rafael Conny começou sua trajetória em 1992, desenhando cartazes para shows em Porto Alegre num tempo em que os layouts eram desenhadas à mão e os cartazes impressos em serigrafia. Um portfólio inicial com artes para shows do Bedeu, Bandaliera, Ratos de Porão e A Cidade Explode em Rock, festival promovido pela Rádio Cidade no Araújo Vianna que lançou bandas como Acústicos & Valvulados e Borboleta Negra, embrião da Comunidade Nin Jitsu. Em 2002 fundou a empresa Estudio M, atendendo um leque abrangente de clientes que vão desde o mercado da economia criativa e cena cultural — com trabalhos de criação para capas de discos e DVDs de bandas como Garotos da Rua, Lápide, Emerson Dent, Mutuca, Jupiter Apple e Apokalypsis, dentre outras, além de livros e identidade visual para projetos culturais (Bebeto Alves Milonga Orientao e 10 Anos do Maracatu Truvão , ambos contemplados pelo Pró-Cultura FAC RS) — a clientes corporativos dos mais diversos segmentos.

Campanha de Financiamento Coletivo
Nós do projeto do livro 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho optamos, na plataforma Catarse, pela modalidades “Flex” de financiamento coletivo, cuja duração da campanha é de um ( 1 ) ano, a começar pelo seu lançamento, que se dará no dia 31/07/2020.

Porque Financiamento Coletivo
O Financiamento Coletivo, também conhecido como ‘crowdfuding‘, é uma maneira moderna e revolucionária de se viabilizar ideias por meio da união de pessoas interessadas em ajudar financeiramente um projeto em troca de recompensas.

Mais do que mero apoiador, ao contribuir com qualquer umas das modalidades de recompensa previstas no projeto dos 100 Grandes Álbuns do Rock Gaúcho, você automaticamente se torna mecenas de um projeto de altíssima relevância cultural para o Rio Grande do Sul, pontuando uma centena de discos fundamentais e revisitando suas influências na história da música a partir de um movimento musical reconhecido e respeitado em todo Brasil.

1+