Bicho Solto, o álbum de estreia do cantor e compositor Noal, foi muito bem planejado. Quando decidiu investir e apostar todas suas fichas no trabalho como músico e em sua carreira, Noal pensou nos mínimos detalhes. E o resultado desse trabalho cuidadoso e emotivo pode ser conferido em Bicho Solto, que está disponível nas plataformas desde o início de 2020. Se o planejamento do novo trabalho exigiu atenção especial e tempo, não se pode dizer o mesmo da parte artística, que surgiu em momentos de muita criatividade no estúdio: em poucos dias de ensaios e gravações, a alma de Bicho Solto estava estruturada e a banda base composta por Leonardo Bittencourt (piano), André Mendonça (baixo), André Garbini (bateria), Bernard Simon (guitarra), Ives Mizoguchi (guitarra) e Noal (voz/violão) contente com os resultados.

O álbum faz jus ao seu nome e não tem um estilo musical definido: percorre as variadas vertentes da música popular brasileira. Gravado no estúdio Casona, em Porto Alegre, mixado em Buenos Aires no estúdio EL PIE por Bernard Simon e Ives Mizoguchi (produtores do disco), e masterizado em São Paulo por Carlos Feitas na Classic Master, tem as participações especiais dos músicos André Borba e Miriã Farias (violinos), Jhonatan Santos (violoncelo), Thiago de Souza Pinto (viola), Tomas Piccinini (flauta e saxofone), Vasco Piva (saxofone) e Diih Neques (percussão).

Cantor e compositor autodidata, nascido no interior do Rio Grande do Sul e radicado em Porto Alegre, aos 32 anos de idade Noal decidiu que era hora de se dedicar integralmente ao sonho de ser músico. Seu álbum de estreia começou a tomar corpo em 2015. Em sua essência, estão as reflexões sobre temas atuais e importantes que permeiam nossa existência, como as contradições às quais somos submetidos no cotidiano. O despertar para o sentimentalismo harmônico e poético do viver em uma sociedade mais livre e pacífica está nos anseios desse jovem compositor, um artista sensível, porém evidente, com energia e potência vocal que surpreendem em suas apresentações nos palcos.

Coerente com o que busca e com o sentido que traz em seu nome, Bicho Solto, o disco, deu liberdade aos músicos no estúdio. Noal levou uma pastinha com as doze canções que compõem o álbum, apresentou-as no formato voz e violão, exatamente como foram criadas, e deixou os artistas livres pra arranjar em seus instrumentos, opinar, experimentar, colocar seus grooves e sentir como elas soavam em banda.

Construído coletivamente com o grupo, esse trabalho poderá ser conferido no show de lançamento dia seis de março, no Teatro Unisinos, às 20h30min. A apresentação tem entrada gratuita e o público que for ao show ganhará o disco Bicho Solto.

Crédito: Vitória Proença

SERVIÇO

BICHO SOLTO – show de lançamento do álbum de estreia de Noal
Dia 06 de março, quinta-feira, às 20h30min no Teatro Unisinos – Av. Nilo Peçanha, 1600 – Boa Vista
O teatro abre às 20h e o show será pontualmente às 20h30min
Entrada gratuita * por ordem de chegada / ** todos os que forem ao show receberão o disco

Ficha técnica show:
Noal – voz/violão / André Garbini – bateria / André Mendonça – baixo / Ives Mizoguchi – guitarra
Bernard Simon – guitarra / Leonardo Bittencourt – piano / Tomas Piccinini – flauta e saxofone / Vasco Piva – saxofone / Diih Neques – percussão

Lançamento: Tronco
Distribuição digital: Tratore

O álbum foi viabilizado com financiamento do Governo do Estado – Secretaria da Cultura – Pró-Cultura RS-LIC, Lei n° 113490/10 e com patrocínio da empresa Vicato Alimentos

Você encontra Bicho Solto:

No site da Tratore: http://www.tratore.com.br/cd.asp?id=7898673051138

Noal nas redes:
http://www.noal.art.br
http://www.facebook.com/NOALBichoSolto
http://www.instagram.com/noal.noal.noal
http://www.twitter.com/@NOALBichoSolto

Informações para a imprensa:
Bebê Baumgarten Comunicação